Abrigos de Petrópolis têm 875 pessoas, 12 dias após tragédia

O número de mortos na tragédia chega a 229, com 20 pessoas ainda desaparecidas

Depois de 12 dias de buscas em Petrópolis, cidade na região serrana do estado do Rio de Janeiro atingida por um temporal no dia 15, o número de mortos na tragédia chega a 229, com 20 pessoas ainda desaparecidas. Os abrigos, montados pela prefeitura em 13 escolas da cidade, têm 875 pessoas.

Publicidade

A identificação dos mortos é feita pela equipe técnica e científica da Polícia Civil. Até o momento, foram encontrados os corpos de 132 mulheres e 91 homens, sendo 43 de menores de idade.

Os peritos também fazem análise de DNA (Ácido Desoxirribonucleico – molécula presente no núcleo das células dos seres vivos que carrega a informação genética de um organismo) de despojos recuperados pelas áreas afetadas.

As equipes da Cruz Vermelha atenderam 240 pessoas, com apoio psicossocial e entrega de donativos como roupas, alimentos, lanches para crianças e brinquedos.

Defesa Civil

Segundo o último balanço, divulgado pela prefeitura na noite de ontem (26), houve 3.201 ocorrências relacionadas às fortes chuvas, sendo 2.468 deslizamentos de terra. Hoje, seguem os trabalhos de limpeza e desobstrução de vias, organização do tráfego, logística de donativos e as buscas por vítimas pelo Corpo de Bombeiros.

Publicidade

Ontem, a Defesa Civil detonou uma pedra no Morro da Oficina, no Alto da Serra, local mais atingido pela tragédia, para liberar a área e continuar as buscas. A região foi isolada e o trabalho não usou explosivos, mas uma técnica de reação química.

Também ontem, a Defesa Civil deu andamento a mais de 1.432 análises de terrenos e de edifícios, com o suporte de agentes de Niterói, São João de Meriti, do Departamento de Recursos Minerais (DRM), do Serviço Geológico Brasileiro (CPRM) e de engenheiros e geólogos voluntários.

A concessionária Águas do Imperador informou que já regularizou o serviço em 96,3% das áreas da cidade, além de fornecer caminhões-pipa para a limpeza das ruas da cidade.

Publicidade

Transparência

A prefeitura de Petrópolis lançou um painel online para dar transparência aos gastos com a recuperação da cidade após as chuvas. Na página, a população poderá acompanhar os repasses federais e estaduais ao município, além do extrato da conta disponibilizada pelo governo municipal para doações às vítimas das chuvas.

Até a sexta-feira (25), a cidade havia recebido quatro repasses da União, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional. Foram R$ 644.206,95 para aluguel de veículos para a Defesa Civil; R$ 1.676.000,00 para cestas básicas, kits higiene, colchões, kits dormitórios e kits de limpeza para as famílias atingidas; R$ 1.038.475,04 para recuperação de vias públicas, pontes de veículos, pontes de pedestres, guarda-corpos e margens de rios; e R$ 655.731,20 para maquinário e pessoal para limpeza e desobstrução de ruas e rios.

A prefeitura também recebeu R$ 30 milhões da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) e abriu uma conta para receber doações em dinheiro para as vítimas das chuvas, a PMP Petrópolis – SOS 2022. Até a sexta-feira (25), foram depositados na conta R$ 222.784,82. As doações podem ser feitas por PIX, transferência ou depósito: Banco do Brasil, agência 0080-9, conta 96011-X, CNPJ 29.138.344/0001-43 (chave PIX).

Publicidade

A reportagem conferiu a página da transparência e, até o momento, não constam recibos ou notas fiscais referentes aos gastos dos valores recebidos.

(Agência Brasil)

Publicidade