2 de Julho em Salvador

Bolsonaro faz motociata enquanto Lula, Ciro e Tebet participam de cortejo

Apesar de três deles participarem do mesmo evento, somente Ciro Gomes e Simone Tebet se encontraram. Bolsonaro não compareceu a caminhada do 2 de julho, ele fez sua própria motociata.

Bolsonaro faz motociata enquanto Lula, Ciro e Tebet participam de cortejo
Caminhada em Salvador neste sábado (02) (Crédito: Divulgação/ Ricardo Stuckert)

O presidente da República Jair Bolsonaro (PL) e os pré-candidatos à presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDM) participam do 2 de julho em Salvador, marcando presença nas celebrações da Independência do Brasil na Bahia. No entanto, eles estarão reunidos em um raio de 3,4 quilômetros de distância na capital baiana neste sábado (02). 

Publicidade

Os carros emblemáticos do Caboclo e da Cabocla do Pavilhão saíram do Largo da Lapinha. A primeira parte do desfile cívico, conhecido como a a “caminhada do 2 de Julho“, passa pelas ruas do Centro Antigo de Salvador e percorre até a região do Centro Histórico. Lula, Tebet e Ciro participaram desta passeata, enquanto Bolsonaro fazia motociata na orla. 

Apesar de três deles participarem do mesmo evento, somente Ciro Gomes e Simone Tebet se encontraram. Ciro e Lula chegaram ao cortejo por volta das 9h, porém em locais distintos. O ex-presidente estava acompanhado de Geraldo Alckmin (PSB), ex-governador de São Paulo. Enquanto a senadora Simone Tebet, compareceu às 9h40 acompanhada do ex-deputado Roberto Freire. Assim que ela chegou no local do evento, foi de encontro com Ciro, com quem trocou algumas palavras. 

Bolsonaro não participou dos eventos em que os pré-candidatos estavam presentes. Enquanto isso, por volta das 9h30, ele fez uma motociata pela orla de soteropolitana até o Parque dos Ventos. Cinco minutos antes de partirem, o presidente discursou em cima de um trio elétrico ao lado do pré-candidato a governador da Bahia, João Roma (PL), e da pré candidata ao Senado, Raíssa Soares (PL).

No discurso, Bolsonaro “criticou os governadores do Nordeste” e falou sobre a alta nos preços dos combustíveis, prometendo que o Brasil terá um dos combustíveis mais baratos do mundo. “Lamento que os nove governadores do Nordeste tenham entrado na Justiça contra a redução de impostos da gasolina. Isso é inadmissível. Vamos acreditar que a Justiça não dará ganho de causa a essas pessoas e teremos um dos combustíveis mais baratos do mundo”, disse o presidente. 

 

Publicidade