Empresária proíbe homens em loja por casos de assédio

Andrea Costa tem recebido o apoio de mulheres feministas, mas também ataques masculinos

empresaria-proibe-homens-em-loja-por-casos-de-assedio
Empresária e inlfuencer, Andrea Costa (Crédito: Reprodução / Instagram @andreacostaoficial)

Uma empresária impede a entrada de homens em sua loja por casos de assédios. Depois da atitude da proprietária da loja viralizar, a empresária e influencer Andrea Costa, passou a receber apoio de mulheres feministas, mas também ameaças de processo e ataques masculinos durante essa quinta-feira (27).

Publicidade

A empresária optou em colocar um aviso na porta de sua loja em que diz “Homens, se não forem provar, esperem do lado de fora da loja”. Segundo Andrea, ela decidiu adotar esta escolha, pois acontecia inúmeros casos de assédio contra as clientes e funcionárias do local.

Vários homens não gostaram da ideia e começaram a atacar a empresária e ameaçar de processos. Houve também até um ataque organizado para que a pontuação da loja da empresária fosse diminuída em sites, como por exemplo, no Google.

Em entrevista ao G1, Andrea disse que não vai abaixar a cabeça. “Cansei de baixar a cabeça para assédio para não constranger a esposa, para não se expor, porque até hoje ainda somos “CULPADAS” por sermos assediadas. Ou era a saia curta, o batom vermelho, o decote, enfim, e por medo de sermos taxadas “DE CULPADAS“, nos calamos por anos, mas já deu”.

Durante essa quinta-feira (27), várias mulheres demonstraram apoio à empresária que proibiu homens em sua loja, por conta de assédios. Andrea recebeu diversas mensagens de carinho e de mulheres afirmando terem presenciado situações parecidas.

Publicidade