Ministro Barroso despede-se da presidência do TSE

O ministro Edson Fachin será o próximo a presidir a Corte Eleitoral

ministro-barroso-despede-se-da-presidencia-do-tse
Ministro do STF desde 26 de junho de 2013, Luís Roberto Barroso passou a integrar o TSE como ministro substituto em setembro de 2014. (Crédito: Reprodução/TSE)

 O ministro do Supremo, Luís Roberto Barroso, presidiu nesta quinta-feira (17) sua última sessão plenária do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na próxima terça-feira (22), os ministros Edson Fachin e Alexandre de Moraes serão empossados, respectivamente, presidente e vice-presidente da Corte.

Publicidade

A gestão de Barroso ficou marcada pela organização e realização das Eleições Municipais de 2020. Além disso, o ministro liderou o combate à desinformação acerca da Justiça Eleitoral e do sistema eletrônico de votação, que é adotado no Brasil, sem qualquer registro de fraude, desde 1996.

Com Barroso à frente da Corte, o TSE firmou parcerias com agências de checagem de fatos e com plataformas digitais e redes sociais para promover conter a disseminação de notícias falsas que possam colocar em risco a legitimidade e a estabilidade do processo eleitoral brasileiro.

O TSE também implementou o modelo 2020 da urna eletrônica, que traz diversas inovações em comparação aos modelos anteriores que ainda estarão em uso nas eleições de 2022.

Outra novidade foi o aplicativo e-Título, que passou a ter a empregabilidade ampliada, passando a possibilitar que os eleitores pudessem justificar a ausência às urnas em novembro de 2020.

Publicidade

Frente aos ataques do presidente Jair Bolsonaro (PL) às urnas eletrônicas, Barroso garantiu a ampla transparência do processo eleitoral de 2022, instituindo a Comissão de Transparência nas Eleições e o Observatório da Transparência nas Eleições.

O ministro também antecipou em seis meses a abertura dos códigos-fonte do sistema eletrônico de votação e da urna eletrônica, além de ter ampliado o número previsto de urnas que serão auditadas nos Testes de Integridade que serão realizados nos dias de votação.