‘Milhares’ de civis estão presos em Mariupol, afirma Zelensky

O presidente ucraniano disse que o cerco russo na cidade é uma “operação terrorista”.

milhares-de-civis-estao-presos-em-mariupol-afirma-zelensky
Pelo fato de ser uma cidade portuária e estratégica, Mariupol sofre cada dia mais com a guerra (Crédito: Anastasia Vlasova/Getty Images)

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse nesta quinta-feira (21) que “milhares” de civis estão presos na cidade de Mariupol, no sul do país. O líder ucraniano também classificou a ofensiva russa na cidade como uma “operação terrorista”.

Publicidade

Militares de alta patente do exército ucraniano também afirmaram que a Rússia não cumpriu com acordos de abertura de corredores humanitários em Mariupol. Entretanto, quatro ônibus conseguiram deixar a cidade na última quarta-feira (20).

Em entrevista ao canal de televisão francês BFMTV, Zelensky disse: “Quanto ao nosso exército, as forças da Federação Russa não nos permitem passar por esses 120 quilômetros ocupados para que possamos chegar hoje ao desbloqueio militar de Mariupol. É verdade. Não podemos fazer isso hoje. Negociamos e abrimos corredores humanitários, e algumas pessoas estão saindo. Mas os milhares de que falei estão presos lá, e até agora a Rússia não está permitindo que essas pessoas saiam do cativeiro”.

Zelensky ainda acrescentou que “moradores locais, crianças, idosos e militares estão presos na cidade de Mariupol. Não é mais uma guerra, mas uma operação terrorista da Rússia contra Mariupol e o povo desta cidade”.

Tradução do post do The Kyiv Independent no Twitter: ”Tropas russas enterram moradores de Mariupol mortos em Manhush para esconder crimes. Petro Andryushchenko, um assessor do prefeito de Mariupol, disse que os russos estão enterrando moradores mortos de Mariupol em valas comuns em Manhush, uma cidade 20 km a oeste da cidade portuária sitiada.”

Publicidade

 

 

Publicidade