IBGE

Prévia da inflação desacelera e fica em 0,13% em julho

A projeção do Banco Central é que o IPCA fique em 8,8% neste ano.

previa-da-inflacao-desacelera-e-fica-em-013-em-julho
O IPCA-15 se refere a famílias com rendimentos de 1 a 40 salários-mínimos (Créditos: RafaPress/ Getty Images)

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), é uma prévia da inflação oficial do país, ficou em 0,13% em julho. Essa prévia está abaixo da registrada em junho, que ficou em 0,69%. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Publicidade

Para o cálculo do índice de julho, os preços foram coletados entre os dias 14 de junho e 13 de julho de 2022 e comparados com os vigentes de 14 de maio a 13 de junho de 2022. O IPCA-15 se refere a famílias com rendimentos de 1 a 40 salários-mínimos, residentes das regiões metropolitanas de Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, além do Distrito Federal e do município de Goiânia.

Em 2021, a inflação fechou em 10,06%, acima do teto da meta, que era 5,25%. Este foi o maior aumento desde 2015. Definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), a meta de inflação para 2022 é de 3,5%.

A meta será formalmente cumprida caso oscile entre 2% e 5%. No final de junho, o Banco Central admitiu que a meta deve ser, novamente, descumprida este ano. A projeção do Banco Central é que o IPCA fique em 8,8% neste ano. Atualmente, a taxa básica de juros (Selic) está em 13,25%.