Ataque mata prefeito de cidade ucraniana

O prefeito de Gostomel, Yuriy Prylypko foi morto enquanto entregava pães e remédios

ataque-mata-prefeito-de-cidade-ucraniana
Os ataques também deixaram mais dois mortos em Gostomel (Crédito: Joe Raedle/Getty Images)

Ataques russos mataram o prefeito de Gostomel, cidade ucraniana perto de Kiev. Nesta segunda-feira (7), Yuriy Prylypko foi morto enquanto distribuía pães e remédios aos doentes. Outras duas pessoas também morreram. De acordo com as autoridades ucranianas a região recebeu fortes ataques.

Publicidade

Em uma área do norte ao oeste de Kiev, nesta segunda-feira (7), também aconteceram fortes combates. Há vários relatos de fogo em quatro distritos de Kiev. Segundo à CNN, o prefeito de Kiev, Vitaly Klitschko declarou “Estamos fazendo tudo na capital para apoiar a cidade, para criar uma reserva de alimentos, medicamentos, bens essenciais. Distribuímos e ajudamos hoje quem mais precisa. A ajuda humanitária também foi enviada para Chernihiv.”

No domingo (6), os ataques próximos a um posto de retirada de civis e em outra cidade na região de Kiev, deixou feridos e duas crianças mortas. Segundo o prefeito de Kiev, Klitschko eles estão fazendo de tudo para ajudar Bucha, Gostomel e outras cidades.

Conflito Rússia e Ucrânia

Na quinta-feira (24), o governo russo invadiu à Ucrânia e bombardeou regiões do país. Após várias ameaças Vladimir Putin autorizou os ataques por terra, ar e mar. Alguns dos motivos pelo qual esta invasão aconteceu é a aproximação da Ucrânia com o Ocidente.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia entre para OTAN. Além disso, Putin quer aumentar o seu poder de influência na região. A Rússia e a Ucrânia já passaram por outros conflitos. Por mais que hoje, a Ucrânia seja independente sua relação com a Rússia não é totalmente resolvida.

Publicidade

No domingo (7), o papa Francisco durante o Angelus declarou seu apoio á Ucrânia. “A Santa Sé está disposta a fazer tudo, para se colocar ao serviço desta paz. Nestes dias, dois Cardeais foram à Ucrânia, para servir o povo, para ajudar. O Cardeal Krajewski, Esmoler, para levar ajuda aos necessitados, e o Cardeal Czerny, Prefeito “ad interim” do @vaticanihd . A presença dos dois Cardeais ali é a presença não só do Papa, mas de todo o povo cristão que se quer aproximar e dizer: “A guerra é uma loucura! Parai, por favor! Olhai para esta crueldade!”.”

Publicidade