EUA afirmam que Rússia pode invadir a Ucrânia ‘a qualquer momento’

Biden conversou hoje (11) com diversos líderes ocidentais

eua-afirmam-que-russia-pode-invadir-a-ucrania-a-qualquer-momento
O conselheiro de segurança nacional Jake Sullivan fala durante a coletiva de imprensa diária da Casa Branca em 11 de fevereiro de 2022 em Washington, DC. Sullivan falou a repórteres sobre a ligação que o presidente dos EUA, Joe Biden, fez com líderes transatlânticos para discutir as tensões em curso na fronteira da Rússia e da Ucrânia. (Crédito: Anna Moneymaker/Getty Images)

O presidente dos EUA, Joe Biden, conversou por telefone nesta sexta-feira (11) sobre as tensões entre Rússia e Ucrânia com os líderes de Reino Unido, França, Alemanha, Canadá, Polônia e Romênia, além dos chefes da Otan e da União Europeia (UE).

Publicidade

Jake Sullivan, conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, alertou que a Rússia pode atacar a Ucrânia a qualquer momento. “Não acreditamos que Putin tenha feito algum tipo de escolha final sobre invadir ou não a Ucrânia”, afirmou Sullivan. O conselheiro ainda espera que Biden fale pelo telefone com o presidente russo Vladmir Putin em breve.

O porta-voz oficial de Olaf Scholz, chanceler alemão, informou no Twitter que ”os líderes dos países ocidentais reunidos prometeram sanções rápidas e severas” caso Moscou invada a Ucrânia.

Após a reunião dos líderes ocidentais, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, seguiu o caminho de outras nações e pediu que os cidadãos britânicos na Ucrânia saiam do país.

Publicidade

Boris ainda afirmou na reunião que teme pela segurança da Europa e enfatizou a necessidade de “um pacote pesado de sanções econômicas pronto para ser lançado, caso a Rússia tome a decisão devastadora e destrutiva de invadir a Ucrânia”.

Enquanto isso, Moscou disse que as respostas enviadas esta semana pela UE e pela Otan às suas demandas de segurança mostravam um ”profundo desrespeito”.

Publicidade