Influenciadora e traficante são baleados em festival no Paraguai

José Luis Bogado responde a 34 processos, e tem mandado de prisão desde 2014 e está internado em estado grave. A influenciadora Cristina ‘Vita’ Aranda não resistiu aos ferimentos

Influenciadora e traficante são baleados em festival no Paraguai
O festival O Ja’umina Fest estava ocorrendo no anfiteatro José Asunción Flores em San Bernardino, Paraguai (Créditos: Christopher Polk/Getty Images for Coachella)

Em um tiroteio durante um festival de música no Paraguai, no domingo (30), pelo menos duas pessoas morreram e outras cinco ficaram feridas, entre elas uma influenciadora digital e um traficante de drogas procurado pela polícia e com mandado de prisão internacional.

Publicidade

O festival O Ja’umina Fest estava ocorrendo no anfiteatro José Asunción Flores em San Bernardino, (cidade que fica a menos de 50 km da capital Assunção), de acordo com a imprensa local foram efetuados sete tiros a partir da área VIP do festival.

Traficante que responde a 34 processos no Brasil e tem mandado de prisão internacional em aberto desde 2014, José Luis Bogado foi atingido pelo disparo e está internado em estado grave.

De acordo com a polícia, há a suspeita de que Bogado era o alvo dos tiros. “É a hipótese mais forte que temos até agora com base em elementos coletados”, afirmou Alicia Sapriza, promotora da cidade, a jornalistas. A prisão do traficante já foi decretada e poderá ser extraditado para o Brasil depois que se recuperar.

Influenciadora digital entre as vítimas

Cristina “Vita” Aranda, influenciadora digital está entre as vítimas do atentado. A jovem de 29 anos é ex-mulher de Ivan Torrés, jogador do Olímpia (no país, um dos maiores clubes), e se tornou conhecida após se apresentar no programa “Calle 7″.

Publicidade

A jovem era modelo e Personal Trainer e já havia conseguido mais de 400 mil seguidores nas redes sociais. “Vita” foi atingida com um disparo na cabeça e chegou a ser socorrida e levada ao hospital, mas não resistiu. Ela deixa três filhos.

Em suas redes sociais Manuel Alejandro Ramírez postou, “O futebol paraguaio está de luto: a influenciadora Cristina “Vita” Aranda, ex-esposa de Iván “Tito” Torres, é uma das vítimas mortais que deu o tiroteio no concerto Ja’umina Fest. Torres jogou no Olimpia e disputou a Copa América 2019 com a seleção Albirroja.”