Inglaterra retira todas as restrições contra a Covid-19

A decisão abrange somente os ingleses, os demais países do Reino Unido seguem com medidas preventivas

inglaterra-retira-todas-as-restricoes-contra-a-covid-19
O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, parte do número 10 de Downing Street para fazer uma declaração no Parlamento em 21 de fevereiro de 2022 em Londres, Inglaterra. (Crédito: Leon Neal/Getty Images)

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou nesta segunda-feira (21) que todas as restrições contra a Covid-19 na Inglaterra serão retiradas a partir da quinta-feira (24).

Publicidade

A decisão de Boris abrange somente os ingleses, os demais países do Reino Unido seguem com medidas preventivas contra a Covid-19.

“A partir desta quinta-feira (…), eliminaremos a obrigação legal de se autoisolar após um teste positivo”, disse Johnson aos deputados ingleses.

Segundo o primeiro-ministro, a Inglaterra tem “níveis de imunidade suficientes para acreditar na vacina e em tratamentos contra a Covid-19”.

A medida já era estudada por Boris Johnson há um tempo. A decisão envolve o fim do auto-isolamento obrigatório para pessoas com Covid-19 e da distribuição de testes gratuitos para a população.

Publicidade

Infectologistas discordam da decisão de Boris

A derrubada das restrições atraiu incertezas por parte de especialistas e também de oponentes políticos.

Segundo infectologistas ingleses, O plano “vivendo com a Covid” de Johnson deixará o país mais vulnerável a novas variantes virais. Contudo, o governo britânico afirmou que forneceu mais testes do que a maioria dos outros países e agora deve reduzir o custo.

“É como estar vendendo uma partida por 2 a 1 faltando 10 minutos para o fim do jogo você tira seu melhor zagueiro”, disse Wes Streeting, secretário de saúde do Partido Trabalhista, quando perguntado sobre o a retirada das restrições.

Publicidade

Para Streeting, Johnson está se movimentando politicamente e esquecendo a saúde pública.

Publicidade