Ministra da Alemanha pede a Putin para “não brincar com vidas humanas” na Ucrânia

Annalena Baerbock, ministra das Relações Exteriores da Alemanha, fez mais um apelo ao presidente russo em meio as tensões de uma possível invasão ao país

Ministra da Alemanha pede a Putin para "não brincar com vidas humanas" na Ucrânia
Annalena Baerbock, ministra das Relações Exteriores da Alemanha (Créditos: Sean Gallup/Getty Images)

Annalena Baerbock, ministra das Relações Exteriores da Alemanha, pediu nesta segunda-feira (21) ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, para “não brincar com vidas humanas” na Ucrânia, em meio a temores de uma possível invasão ao país.

Publicidade

Na chegada à reunião do Conselho Europeu de Relações Exteriores, a Baerbock em Bruxelas disse, “Estou apelando insistentemente ao governo russo, ao presidente russo: não brinque com vidas humanas!”.

Olaf Scholz, chanceler da Alemanha, conversará hoje com o presidente russo, Putin para tratar sobre a crise, disse o gabinete do primeiro-ministro. O anúncio da conversa veio logo depois da Rússia esfriar a esperança de uma reunião, intermediada pelo presidente da França Emmanuel Macron, entre Putin e o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Dmitri Perskov, porta-voz do governo russo, classificou a pretensão como “prematura“. Os países ocidentais estão temendo por um acúmulo de soldados russos perto da Ucrânia nas últimas semanas seja um prelúdio para uma invasão, o que Moscou nega.

“Os ataques, o conflito violento que vivemos nas últimas 72 horas é realmente alarmante, o cessar-fogo está sendo interrompido repetidamente e as vidas das pessoas estão altamente ameaçadas por causa da interrupção do fornecimento de água e energia”, disse Baerbock. “Volte para a mesa de negociação! Está em suas mãos. Estamos sentados à mesa a cada hora e a cada minuto. Estamos esperando por você para cuidar conjuntamente da paz e da segurança na Ucrânia”, acrescentou ela.

UE diz que ainda não é momento de sanções

A UE (União Europeia) não vai colocar sanções à Rússia ainda, disse o chefe de política externa do bloco nesta segunda-feira 921), rejeitando um pedido da Ucrânia para tomar tais medidas agora para evitar uma guerra, em vez de esperar até uma possível invasão. De acordo com o UOL, aliados europeus e os Estados unidos estão dizendo que qualquer ataque desencadearia sanções “maciças” contra Moscou, mas Kiev quer sanções agora.

Publicidade

Josep Borrell, o chefe de política externa da UE, assim como alguns dos ministros das Relações Exteriores reunidos, deixaram claro que o bloco ainda não planeja impor sanções à Rússia. Borrell disse a repórteres que convocaria uma reunião extraordinária da UE para aprovar sanções apenas “quando chegar o momento”.

“Ministro de relações exteriores ABaerbock
para Putin: “Não brinque com vidas humanas.” O ministro novamente pede à Rússia que diminua a escalada e resolva o conflito diplomaticamente.”