diminuição da violência

Nova York proíbe venda de armas semiautomáticas para menores de 21 anos

A medida visa diminuir a violência armada no país. Só no último fim de semana, 10 mortos e mais de vinte feridos foram contabilizados em uma série de tiroteios.

nova-york-proibe-venda-de-armas-semiautomaticas-para-menores-de-21-anos
Os EUA registraram diversos massacres desde o começo do ano (Crédito: Canva Fotos)

O estado de Nova York, nos Estados Unidos, proibiu a venda de armas semiautomáticas para menores de 21 anos, na tentativa de diminuir a violência após os recentes massacres em Buffalo e Uvalde, que deixaram 10 e 21 mortos, respectivamente, nas últimas semanas.

Publicidade

A governadora de Nova York, Kathy Hochul, assinou nesta segunda-feira (6) um pacote de medidas que também inclui a proibição de venda de coletes à prova de balas e capacetes de proteção para pessoas que não exercem determinadas profissões. “A violência das armas de fogo é uma epidemia que está dilacerando nosso país”, disse a governadora.

Hochul ainda estimulou o Congresso federal a “liderar e tomar medidas imediatas” de prevenção significativas contra a violência armada, considerando que se trata de um “problema nacional”. A governadora ainda insistiu dizendo que ”vidas dependem disso”.

Só no último fim de semana, 10 mortos e mais de vinte feridos foram contabilizados em uma série de tiroteios em todo o país. A violência armada nos Estados Unidos matou mais de 18.000 pessoas até agora em 2022, incluindo quase 10.300 suicídios, de acordo com o Gun Violence Archive. Em 2020, havia cerca de 393 milhões de armas de fogo em circulação nos Estados Unidos, mais do que a população do país.

 

Publicidade