Rússia bombardeia fronteira com a Polônia

Os russos atacaram o local utilizado pela Otan para formar militares ucranianos

russia-bombardeia-fronteira-com-a-polonia
Segundo o governo ucraniano, 35 pessoas morreram e 134 ficaram feridas (Crédito: Joe Raedle/Getty Images)

A Rússia bombardeou a fronteira com a Polônia, através de ataques no Centro para a Manutenção da Paz e Segurança internacional, nesse domingo (13), em Yavoriv. Este local é utilizado pela Otan para formar militares ucranianos e fica 25 quilômetros de distância da fronteira com a Polônia.

Publicidade

De acordo com à CNN, o administrador regional de Lviv, Maksym Kozytskyi publicou que mais de 30 mísseis foram disparados contra a base militar ucraniana. “Os ocupantes realizaram um ataque aéreo ao Centro Internacional para a Manutenção da Paz e Segurança. De acordo com informações preliminares, dispararam oito mísseis. Estão a ser recolhidas informações sobre as vítimas”.

O ataque aéreo aconteceu por volta das 05h45 horas. Stepan Chuma é um profissional de saúde que foi chamado até o local. Segundo o governo ucraniano, 35 pessoas morreram e 134 ficaram feridas. O que deixa em alerta é a proximidade do ataque à Polônia, que é um país membro da Otan.

Conflito Rússia e Ucrânia

No dia 24 e fevereiro, o governo russo invadiu à Ucrânia e bombardeou regiões do país. Após várias ameaças Vladimir Putin autorizou os ataques por terra, ar e mar. Alguns dos motivos pelo qual esta invasão aconteceu é a aproximação da Ucrânia com o Ocidente.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia entre para OTAN. Além disso, Putin quer aumentar o seu poder de influência na região. A Rússia e a Ucrânia já passaram por outros conflitos. Por mais que hoje, a Ucrânia seja independente sua relação com a Rússia não é totalmente resolvida.

Publicidade

*Este texto contém informações retiradas da CNN Brasil.

Publicidade