Rússia vai reduzir ataques em Kiev, diz Moscou

Representantes ucranianos indicaram que houve um avanço para um possível encontro entre Vladimir Putin e Volodymyr Zelensky

russia-vai-reduzir-ataques-em-kiev-diz-moscou
Carros militares em Kiev (Créditos: Anastasia Vlasova/Getty Images)

Ao fim das conversas entre os dois lados nesta terça-feira (29), Moscou informou que a Rússia vai reduzir ataques em Kiev, capital da Ucrânia. Além disso, também serão reduzidas as forças militares na cidade de Chernihiv.

Publicidade

“No sentido de fortalecer a confiança mútua e criar condições necessárias para negociações futuras e alcançar o objetivo final de assinar um acordo, tomamos a decisão de reduzir radicalmente e por uma ampla margem as atividades militares nas direções de Kiev e Chernihiv”, disse Alexander Fomin.

O Estado-Maior Geral das Forças Armadas da Ucrânia afirmou que “certas unidades” das forças armadas russas estão se retirando das frentes de batalha em Kiev e Chernihv. De acordo com o portal G1, representantes ucranianos indicaram que houve um avanço para um possível encontro entre Vladimir Putin e Volodymyr Zelensky.

Entenda o conflito

Desde o dia 24 de fevereiro, Vladimir Putin deu início ao conflito contra a Ucrânia ao bombardear regiões do país. A invasão contou com domínios por terra, mar e ar, após autorização do presidente russo.

Publicidade

Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia faça parte da OTAN, uma aliança criada pelos Estados Unidos. O presidente não deseja que uma base inimiga seja estabelecida próxima a seu território, uma vez que a Ucrânia faz fronteira com a Rússia. Esse foi um dos estopins para que Putin iniciasse os ataques.