Fale conosco

O que vc está procurando?

Brasil

Carnaval 2022: cidades do interior de São Paulo cancelam as festas

Na capital paulista, o cronograma segue mantido. A realização do Carnaval depende da situação da pandemia, mas a prefeitura já anunciou que o evento deve ocorrer sem restrições sanitárias

Carnaval 2022: cidades do interior de São Paulo cancelam as festas
A prefeitura de São Paulo já recebeu, desde o início do mês, 867 inscrições para desfiles de blocos de rua. (Crédito: Edson Lopes/ Secom)

Ao menos 43 cidades do interior do estado de São Paulo decidiram cancelar o carnaval em 2022 por temerem uma nova onda da pandemia de coronavírus.

Dentre as cidades que decidiram cancelar as comemorações de carnaval pelo segundo ano consecutivo estão Botucatu, Sorocaba, Mogi das Cruzes, Poá e Suzano. 

Na avaliação das gestões municipais, embora as taxas de internação estejam baixas e os índices da Covid-19 representam lenta recuperação, o momento é de cautela, uma vez que as comemorações de carnaval podem gerar uma nova onda de contaminação e elevar o número de casos e óbitos.

A média móvel diária de mortes no estado de São Paulo, nesta terça-feira (23) apresenta estabilidade, com a média de 72, o valor é 15% maior do que o registrado há 14 dias. Já a média diária de casos apresenta alta com o valor de 1.400, 33% maior do que há 14 dias.

Além da preocupação com os números da pandemia, algumas prefeituras citaram a falta de verbas públicas para a realização da folia.

Em Sorocaba, a Prefeitura comunicou às escolas de samba que não vai disponibilizar recursos públicos para o Carnaval, mas não impediu que as escolas se organizassem para fazer um Carnaval paralelo.

A prefeitura de Taubaté também cancelou o evento oficial, mas permitiu que as escolas organizassem suas próprias festas dentro de suas respectivas sedes. Já a prefeitura de Jundiaí proibiu qualquer tipo de comemoração de Carnaval.

Cidade de São Paulo

Na capital paulista, o cronograma segue mantido. A realização do Carnaval em São Paulo depende da situação da pandemia, mas a prefeitura já anunciou que o evento deve ocorrer sem restrições sanitárias. A prefeitura de São Paulo já recebeu, desde o início do mês, 867 inscrições para desfiles de blocos de rua.

A previsão é a de que 15 milhões de pessoas participem do Carnaval 2022 na capital paulista.

O prefeito Ricardo Nunes (MDB) anunciou a vontade de montar um comitê interdisciplinar entre as cidades com os maiores carnavais do país, como São Paulo, Recife, Salvador, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, para tomarem decisões de forma conjunta.

O comitê teria o objetivo de garantir ações de monitoramento e formulação de políticas de saúde em concordância entre as cidades. Para cumprir recomendações sanitárias para realização de um carnaval seguro do ponto de vista da pandemia. São Paulo, Rio e Recife já aderiram à ideia.

Mais em Perfil

Últimas Notícias