Fale conosco

O que vc está procurando?

Brasil

Live sobre Folia de Reis abre programação do Museu do Pontal no Rio

live-sobre-folia-de-reis-abre-programacao-do-museu-do-pontal-no-rio

O Museu do Pontal retoma hoje (18), às 17h, as lives de arte e cultura popular, com a Jornada da Folia de Reis na cidade do Rio de Janeiro e em Caxias, no Maranhão. O evento abre a programação anual da instituição, cujos encontros são gratuitos e abertos ao público. Para participar, basta acessar o canal do museu no YouTube. O evento terá ainda a presença de pesquisadores e foliões. O objetivo do museu é realizar debates que mostrem a riqueza e a diversidade do país.

Segundo o diretor executivo da instituição, Lucas Van de Beuque, no ano passado,por causa da pandemia, o museu reagiu ao momento como outros espaços culturais, fazendo programações em redes sociais, uma vez que não podia receber o público no local dos eventos. Em entrevista à Agência Brasil, Van de Beuque disse ter percebido, então, uma grande oportunidade de colocar em conversa, em diálogo, manifestações de um canto e de outro do país, como a de hoje com a Folia de Reis Penitentes do Santa Marta com um grupo de reisado maranhense.

Ele explicou que seria difícil o museu trazer pessoas de fora do Rio para promover tais diálogos e que, com a apresentação virtual, será possível realizar os encontros. “Sabemos da importância da cultura popular, tanto urbana quanto rural, [com manifestações que] ocorrem no Brasil todo e percebemos que era uma grande oportunidade para pessoas de todo o Brasil todo e de outros países verem esses encontros.”

O diretor do museu disse que tais seminários e diálogos já estavam sendo realizados, embora fossem restritos e locais. “A possibilidade de fazer agora os diálogos com essas trocas é muito especial”, afirmou.

Lucas Van de Beuque destacou que, ao assistir às apresentações ao vivo pelo canal do museu, o público poderá fazer perguntas. Para os que não puderem acompanhar as lives, as apresentações ficarão disponíveis no YouTube.

“A ideia é fazer uma [live] por mês. Ainda não temos a programação completa, mas a próxima, no mês que vem, será o samba e a de março, o jongo.” Van de Beuque ressaltou que os primeiros encontros enfocarão manifestações em que o Rio tem força, mas com diálogo com outros estados que também tenham. A partir de abril, o Rio de Janeiro não será mais a referência e haverá diálogos com outras regiões relevantes.

A cada mês, as lives ocorrerão sempre em uma segunda-feira, às 17h. “Esta já foi a data nas lives do ano passado, e a sequência será nesse formato.”

Para Juninho, mestre palhaço da Folia de Reis Penitentes do Santa Marta, no Rio de Janeiro, o evento é uma oportunidade de divulgar mais a arte do grupo em um ano difícil para a cultura, por causa da pandemia da covid-19. “Estamos felizes com o convite do museu para levar nossa jornada para a internet. Tivemos um ano muito difícil, perdemos o mestre Riquinho há poucos meses e devemos a ele a continuidade da nossa folia, mesmo com a pandemia.”

Apoio

O projeto foi contemplado pelo edital Fomento a Todas as Artes, da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, com recursos da Lei Aldir Blanc, e conta com patrocínio da Vale, do Itaú e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Agência Brasil