Fale conosco

O que vc está procurando?

Brasil

MG: bombeiros atendem a 1.129 chamadas por incêndios em uma semana

mg-bombeiros-atendem-642-chamadas-de-incendios-florestais-em-48-horas
(Crédito: Canva Fotos)

O calor, o clima seco, a imprudência e, em alguns casos, a atitude criminosa de algumas pessoas favorecem a ocorrência de incêndios florestais em todo o estado de Minas Gerais.

Só entre a manhã da última segunda-feira (20) e às 7h de hoje (24), o Corpo de Bombeiros recebeu 1.129 chamadas em razão de incêndios. Um em cada quatro destes focos foram registrados na capital mineira, Belo Horizonte, e região metropolitana, totalizando 452 ocorrências.

Segundo a corporação, em alguns casos, foram necessários vários dias para que bombeiros, brigadistas e voluntários conseguissem apagar o fogo.

Rola Moça

Foi o caso do incêndio que atingiu o Parque Estadual da Serra do Rola Moça, na região metropolitana de Belo Horizonte. As chamas que se espalharam na tarde da última quarta-feira (22) só foram controladas na noite desta quinta-feira (23), após consumirem a vegetação de parte da unidade de conservação. Apesar de 39 brigadistas do parque terem sido imediatamente acionados, a situação exigiu o envio de três equipes militares e o apoio de quatro aeronaves.

Durante a ação, dois brigadistas foram atingidos por uma descarga elétrica proveniente de uma rede de alta-tensão ao passarem por uma cerca de arame farpado. Com ferimentos leves, eles foram transportados até um hospital próximo onde passaram por exames antes de receberem alta.

Rodovias

Devido ao número “significativo” de incêndios florestais em todas as regiões de Minas Gerais, o Corpo de Bombeiros vem alertando os motoristas que trafegam pelas estradas que cortam o estado. A corporação chama a atenção para o fato de que boa parte das ocorrências ocorre próxima às rodovias, provocando muita fumaça, o que reduz a visibilidade.

“Em determinadas situações, a intensidade das chamas é tão grande que o fogo pode pular para o outro lado da pista, queimando tudo que estiver pela frente, inclusive os veículos que trafegam naquele momento, por isso é importante não adentrar a uma área que esteja queimando”, alerta a corporação, em nota que orienta os motoristas que avistarem focos de incêndio próximos às estradas a comunicar o fato imediatamente à Polícia Rodoviária ou à empresa concessionária responsável.

Caso o motorista seja surpreendido por um incêndio, deve reduzir a velocidade do veículo até um limite seguro, seguindo em frente ou, se necessário, retornando com cuidado, mantendo faróis acesos, vidros totalmente fechados e o ar-condicionado na potência máxima, com a recirculação de ar, a fim de minimizar a entrada de fumaça no interior do veículo. Também é importante manter a atenção nas faixas demarcadas na pista a fim de não invadir a contramão ou sair da pista.

(Agência Brasil)

Mais em Perfil

Últimas Notícias