Fale conosco

O que vc está procurando?

Carros

Como será o novo Volkswagen Amarok?

A incerteza ainda continua e por enquanto a segunda edição da pick-up média não chegaria ao nosso continente. Existe um ótimo restyling chamado Amarok II?

Como será o novo Volkswagen Amarok
(Crédito: Divulgação)

O clima dentro da Volkswagen é de puro sigilo para a segunda etapa do ano, mas como será o novo Volkswagen Amarok? Primeiro, ele terá que definir qual será o futuro do Gol, o que acontecerá com a Fox e a Voyage, e se é viável a possibilidade de dar luz verde ao Projeto Tarok, de produzir uma picape compacta.

No entanto, um dos “burros de carga” da nossa região é o Amarok. Produzido na fábrica argentina da General Pacheco, em Buenos Aires, chega a vários países, seu futuro é incerto já que a segunda geração da caminhonete média será produzida exclusivamente na África do Sul, graças à associação da marca alemã com a Ford, de onde é que abastecerá a África, a Europa e o Oriente Médio, deixando a América de lado.

A decisão veio depois que a Volkswagen desistiu de produzir o Amarok II junto com a nova geração da Ford Ranger na Argentina, projeto conhecido como Cyclone. As duas empresas não chegaram a um acordo e a única que vai incorporar um modelo sucessor é a picape oval.

Agora, o atual Amarok está com o mesmo design há onze anos e tudo indica que está chegando ao fim do seu ciclo de vida. Com a recusa da segunda geração e sem muitos detalhes fornecidos pelos gestores, a incerteza é muito forte.

Porém, pelo que se passou, a picape não encerraria seu ciclo de vida imediatamente, pois é um pilar fundamental para a firma de Wolfsburg que tem uma presença muito boa e porque sua produção representou um gasto muito importante para a empresa na Argentina.

A partir daqui podemos seguir alguns “caminhos possíveis”: primeiro, chegar a um acordo e fazer com que o Projeto Ciclone volte (algo improvável); Outra chance seria apenas modificar a gama e continuar oferecendo o Amarok atual quase inalterado (estendendo seu ciclo de vida ao máximo); e, por fim, a ideia de um restyling que atraia potenciais usuários. Se essa hipótese fosse correta, a atual geração do Amarok coexistiria com a segunda, embora fosse um veículo voltado para uma determinada região (América do Sul).

Seja como for, as alternativas estão abertas e a Volkswagen decidirá que caminho seguir na próxima vez. Em linha com o acima mencionado, KDesign recriou um possível restyling para a picape caso a continuidade da caminhonete seja decidida com uma grande reformulação no meio.

*Texto publicado originalmente no site Parabrisas, da PERFIL Argentina.

Mais em Perfil

Últimas Notícias