Fale conosco

O que vc está procurando?

Entretenimento

O luxuoso hotel onde Messi vai morar com a família

Recém chegado à capital francesa após deixar Barcelona, o futebolista argentino viverá em um hotel 5 estrelas de estilo antigo, localizado a meia hora da Torre Eiffel

O luxuoso hotel onde Messi vai morar com a família
Lionel Messi, a sua esposa Antonella Roccuzzo e os seus filhos Thiago, Mateo e Ciro (Crédito: C.Gavelle/PSG)

Lionel Messi, a sua esposa Antonella Roccuzzo e os seus filhos Thiago, Mateo e Ciro, foram para em um luxuoso hotel, na França, onde o futebolista argentino continuará sua carreira nas fileiras do Paris Saint-Germain.

Depois de deixar sua casa em Castelldefels, nos arredores de Barcelona, o campeão da Copa América chegou a Paris e ficará em um hotel de luxo localizado no centro da Cidade das Luzes.

Trata-se do Le Royal Monceau, um prédio de estilo antigo, com detalhes de realeza, que custa mais de 14 mil euros por noite.

Localizado a meia hora da icônica Torre Eiffel, na Avenida Hoche, 37, o hotel possui três restaurantes, piscinas de 23 metros, e múltiplas comodidades que coincidem com uma das capitais mais caras do mundo.

O Le Royal Monceau está localizado a 45 minutos dos aeroportos de Paris, o Roissy-Charles de Gaulle e o Orly.

A chegada de Messi, uma verdadeira “revolução francesa”

O melhor futebolista do mundo chegou a Paris, depois de decolar do aeroporto de Barcelona, tendo deixado atrás o clube onde jogou por 21 anos, 16 dos quais na primeira divisão, e se tornou o melhor da história da instituição.

Em meio a rumores sobre uma “última oferta”, logo negados pelo clube, Messi voou com a família, incluindo o seu pai Jorge, histórico representante do filho.

O clube parisiense divulgou as primeiras imagens alusivas à chegada do argentino, que não mais vestirá a camisa 10, como gesto para o seu amigo, o brasileiro Neymar. Agora, Messi vai usar a camisa 30 como nova incorporação do Paris Saint-Germain.

LC / FL

*Este texto não reflete, necessariamente, a opinião da Perfil Brasil.

*Texto publicado originalmente no site Perfil Argentina.

Mais em Perfil

Últimas Notícias