Fale conosco

O que vc está procurando?

Entretenimento

Pinacoteca de São Paulo se volta para o ambiente digital e divulga vídeos sobre a coleção do Museu

Com a visitação suspensa, o objetivo é manter a conexão com o público e gerar curiosidade em relação as mais de mil obras expostas

Pinacoteca de São Paulo se volta para o ambiente digital
Pinacoteca de São Paulo se volta para o ambiente digital (Crédito: Divulgação)

A Pinacoteca dede São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, começa a veicular em suas redes sociais uma série de vídeos sobre a nova apresentação da coleção do museu. Ao todo serão 19, postados semanalmente. A programação faz parte do projeto #pinadecasa que começou em 2020 com foco em ações digitais.

Com a visitação presencial suspensa na Pina, seguindo as determinações do Plano SP de combate a Covid-19, esta é uma forma de levar arte para quem está em casa e gerar curiosidade em relação à mostra da coleção. E assim que as medidas de saúde e segurança permitirem, o público poderá visitar as salas expositivas.

ACERVO

A nova montagem da coleção da Pinacoteca, inaugurada em outubro de 2020, tem cerca de mil obras de mais de 400 artistas e nasce de um questionamento de seu acervo e da história da arte que a instituição pretende contar, considerando as muitas histórias que permaneceram invisíveis. Neste sentido, há uma tentativa de evidenciar e minorar algumas omissões das narrativas hegemônicas, como a sub-representação de mulheres e de artistas afrodescendentes e indígenas. O número de obras de artistas do sexo feminino e de afrodescendentes mais que triplicou em relação a exposição anterior. As artistas mulheres passaram de 17 para 95, e os artistas afrodescendentes de 7 para 26.

É uma apresentação mais crítica que reverbera questões mais contemporâneas. O projeto curatorial mescla tempos históricos e técnicas artísticas, debate a representatividade de artistas mulheres, afrodescendentes e indígenas no acervo, investiga as relações entre arte e sociedade, bem como a representação da paisagem e do espaço urbano.

A reformulação foi elaborada pelo Núcleo de Pesquisa e Curadoria em conjunto com as outras áreas do museu, bem como em diálogo com colaboradores externos. Todo o acervo ocupa 19 salas, divididas entre o primeiro e o segundo andar do edifício da Pina Luz. Os vídeos abordam cada um dos espaços.

OSGEMEOS Online

Além do material online sobre a coleção, os artistas Gustavo e Otávio Pandolfo gravaram uma visita educativa guiada pela mostra OSGEMEOS: Segredos, disponível no site do museu ou pelo canal do YouTube .

O vídeo foi produzido para que professores e educadores conheçam e dividam com os seus alunos mais detalhes sobre as obras, o projeto curatorial e a trajetória dos artistas. Devido à pandemia, as tradicionais visitas educativas, realizadas com a mediação do Núcleo de Ação Educativa do museu, foram suspensas. No entanto, qualquer pessoa pode assistir e conhecer um pouco de uma das exposições mais visitadas da atualidade.

Mais em Perfil

Últimas Notícias