Fale conosco

O que vc está procurando?

Esporte

Em clássico candango, Brasiliense e Gama miram reabilitação na Série D

em-classico-candango,-brasiliense-e-gama-miram-reabilitacao-na-serie-d

A edição 68 do clássico candango entre Brasiliense e Gama será neste sábado (2), às 15h (horário de Brasília), na Boca do Jacaré, em Taguatinga (DF). O duelo pela quinta rodada da Série D do Campeonato Brasileiro será transmitido ao vivo pela TV Brasil, com a narração de Rodrigo Campos e comentários de Waldir Luiz e Rafael Monteiro.

Três pontos separam os rivais na classificação do Grupo 5. O Jacaré ocupa o terceiro lugar, com sete pontos, enquanto o Periquito aparece em sexto, com quatro pontos. As equipes vêm de derrotas na rodada passada, ambas para times do Mato Grosso, no sábado passado (26). O Brasiliense foi superado pelo União, por 2 a 1, no estádio Luthero Lopes, em Rondonópolis (MT). O Gama perdeu para o Nova Mutum no Abadião, em Ceilândia (DF), por 3 a 0.

No Jacaré, o técnico Vilson Tadei tem quatro desfalques certos para o confronto. O zagueiro Badhuga e o atacante Zé Love estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo e devem dar lugar, respectivamente, a Preto Costa e Victor Rangel. Os atacantes Jeferson Maranhão e Bruno Nunes seguem no departamento médico.

O treinador – que dirigiu o Gama na fase de grupos da Série D do ano passado – deve escalar o Brasiliense com Edmar Sucuri; Diogo, Gustavo Henrique, Preto Costa e Goduxo; Lídio, Zotti, Alan Mineiro e Luquinhas; Peninha e Victor Rangel.

“Clássico é clássico, portanto, é sempre muito difícil. Conheço bem lá, mas mudou muito, é praticamente outra equipe. O mais importante é estarmos atento no trabalho, fazer o melhor, ver o que podemos passar ao grupo para fazer uma grande partida e buscar o resultado positivo”, disse Tadei, em depoimento à imprensa.

No Gama, o clássico marca a estreia de Marcelo Caranhato no comando da equipe. Trata-se do terceiro técnico a assumir o Verdão em quatro rodadas da Série D. O time iniciou o campeonato com Ricardo Colbachini, que deixou o clube após a primeira rodada para integrar a comissão técnica de Abel Braga no Lugano (Suíça). Nos três jogos seguinte, o elenco ficou a cargo de Adailton Bolzan, que não resistiu às derrotas para União (2 a 1, fora de casa, na terceira rodada) e Nova Mutum.

“Todos os clássicos condicionam uma competição. Quem vencer esse jogo sai muito forte. Será um grande jogo, disputado, com duas equipes que tem qualidade para jogar. Independente do adversário, só a vitória nos interessa, porque isso nos condiciona a entrar na briga na parte de cima da tabela”, afirmou Caranhato, à assessoria de imprensa do Gama.

O meia Elias, contundido, é desfalque certo no Periquito. O zagueiro Vinícius, com desconforto muscular, é dúvida. Por outro lado, o atacante Vitor Xavier está recuperado de uma lesão que o tirou de campo nas últimas três rodadas e retorna ao time titular. A provável escalação terá: Douglas; Gabriel, Elenilson, Wendel e Gabiga; Carrilho, Germano e Fernandinho; Robertinho, Vitor Xavier e Hugo Almeida.

Será o quarto embate entre Brasiliense e Gama em 2021. Os anteriores ocorreram no Campeonato Candango, todos vencidos pelo Jacaré – no último deles, por goleada de 4 a 0, com gols dos meias Luquinhas (dois) e Didira e do atacante Carlos Eduardo, em 12 de maio.

Os anfitriões venceram os últimos quatro jogos contra o Periquito e abriram vantagem no histórico de confrontos. Em 67 partidas, são 25 triunfos do Brasiliense contra 21 do Gama e 21 empates. A última vitória do Verdão foi em 26 de setembro do ano passado: 2 a 1 pela fase de grupos da Série D, no Bezerrão, no Gama (DF).

(Agência Brasil)

Mais em Perfil

Últimas Notícias