Fale conosco

O que vc está procurando?

Esporte

Rayssa Leal dispensa festa na chegada ao Brasil

rayssa-leal-dispensa-festa-na-chegada-ao-brasil

A mais jovem medalhista olímpica do Brasil, Rayssa Leal, chegou ao país nesta quarta-feira (28) e preferiu cancelar uma recepção com fãs em sua cidade natal, Imperatriz, no Maranhão, para evitar aglomerações durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19), e disse que os próximos dias serão dedicados a sua família.

A skatista de 13 anos encantou o país ao conquistar a medalha de prata nos Jogos de Tóquio na categoria street.

“Mesmo que eu não tenha conseguido parar e falar com todo mundo, e fazer a festa que eu gostaria, agradeço todo carinho de vocês. Agora vou curtir muito minha família”, disse em postagem em suas redes sociais.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Rayssa Leal (@rayssalealsk8)

“Se sumir um pouco, é porque tô curtindo o meu maninho”, acrescentou a skatista, que foi recebida pelo irmão mais novo assim que desceu do avião.

Fadinha

Rayssa terá de lidar também com a questão envolvendo o registro de seu apelido Fadinha por uma advogada, Flavia Penido, que ela não conhecia e que disse estar preocupada que empresários pudessem tirar vantagem da atleta.

Penido acompanhou a atuação da skatista nos Jogos e logo depois consultou as autoridades nacionais de marcas para saber se alguém havia registrado o nome Fadinha para roupas ou equipamentos de skate.

Quando nada apareceu, ela tomou as medidas para registrar a marca Fadinha em nome da menina.

“Em alguns momentos você tem que tomar atitude rápido”, declarou a advogada no Twitter. “O interesse, obviamente, não é econômico, mas sim preservar eventuais direitos da Rayssa e também mostrar a importância de marketing e jurídico trabalharem sempre juntos”, declarou.

Flavia Penido disse que vai ceder os direitos à atleta. A família de Rayssa Leal não respondeu imediatamente aos e-mails solicitando comentários.

(Agência Brasil)

Mais em Perfil

Últimas Notícias