Fale conosco

O que vc está procurando?

Esporte

Tênis de mesa: participação em ligas europeias ajuda seleção feminina

Tênis de mesa participação em ligas europeias ajuda seleção feminina
(Crédito: Canva Fotos)

A seleção feminina de tênis de mesa já está no Japão. As brasileiras estão reunidas na cidade de Hamamatsu, a 250 quilômetros de Tóquio, sede da Olimpíada, onde vão estrear a partir do próximo dia 24.

A reta final da preparação rumo à capital japonesa foi impactada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19) que tornou escassos os torneios internacionais. Por isso, as jogadoras são unânimes: teria sido ainda mais difícil se elas não estivessem atuando nas ligas nacionais pelos clubes que defendem na Europa.

Jéssica Yamada, número dois do Brasil, é a mais experiente do grupo quando o assunto é jogar no velho continente. São nove anos por lá. O último deles parte na Suécia, parte na Espanha.

Por outro lado, Jéssica é a novata da seleção no quesito olimpíada. Em Tóquio, ela disputará o evento pela primeira vez. A veterana da vez é Carol Kumahara, número três do país, que vai se igualar a Lígia Silva, com quem atuou em Londres (Grã-Bretanha) 2012, como a brasileira com mais participações olímpicas no tênis de mesa.

Da equipe feminina que representou o Brasil em 2016, outra remanescente é Bruna Takahashi. Na última edição, ela tinha apenas 16 anos. Mesma idade da irmã, Giulia Takahashi, que também vai a Tóquio, como reserva da seleção. Desta vez, Bruna chega como a número um do país no tênis de mesa e uma das 50 melhores do mundo.

O tênis de mesa olímpico será disputado no ginásio metropolitano de Tóquio. O torneio individual feminino vai até o dia 29, com Bruna e Jéssica representando o Brasil. A disputa por equipes ocorre de 1º a 5 de agosto.

Esportes São Paulo 14/07/2021 – 14:28 Beatriz Arcoverde Lincoln Chaves – Reporter da Rádio Nacional Olimpíada Tóquio quarta-feira, 14 Julho, 2021 – 14:28 2:42

(Agência Brasil)

Mais em Perfil

Últimas Notícias