Fale conosco

O que vc está procurando?

Mundo

Aquecimento global é o motivo de 37% das mortes por calor no mundo

No Brasil, as mudanças climáticas já respondem por 1% das mortes chamadas “naturais”

Aquecimento global é o motivo de 37% das mortes por calor no mundo
São Paulo, Brasil (Crédito: Jorge Araujo/FotosPublicas)

Pesquisadores concluíram que 37% das mortes por calor em 732 cidades ao redor do mundo, de 1991 a 2018, foram causadas devido ao aquecimento global. Essa pesquisa foi publicada nesta segunda-feira (31) na revista Nature Climate Change e divulgado pela agência de notícias americana Associated Press.

No Brasil, as mudanças climáticas já respondem por 1% das mortes chamadas “naturais”, segundo explicação do médico patologista, professor, pesquisador e um dos integrantes do estudo, Paulo Saldiva, para a CNN.

As maiores porcentagens de mortes por calor causadas por essas mudanças climáticas ocorreram em cidades da América do Sul. São Paulo apresentou o maior número: uma média de 239 por ano.

“As pessoas continuam pedindo provas de que as mudanças climáticas já estão afetando nossa saúde. Este estudo responde diretamente a essa pergunta usando métodos epidemiológicos de última geração, e a quantidade de dados que os autores reuniram para análise é impressionante”, disse à Associated Press o Dr. Jonathan Patz, diretor do Global Health Institute da University of Wisconsin.

A grande importância desse estudo é justamente mostrar para as pessoas a necessidade em se preocupar com a redução do aquecimento global que já causou tantas mortes por calor no mundo. “Este é o maior estudo de detecção e atribuição dos riscos reais das mudanças climáticas para a saúde”, afirma, em comunicado à imprensa, o pesquisador Antonio Gasparrini, um dos autores do trabalho. “A mensagem é clara: as mudanças climáticas não terão apenas impactos devastadores no futuro, mas todos os continentes já estão experimentando as terríveis consequências das atividades humanas em nosso planeta. Devemos agir agora.”

Os cientistas do estudo afirmaram que essas mortes são apenas uma parte do problema causado pelas mudanças climáticas. Segundo eles, ainda mais pessoas morrem de outras causas extremas amplificadas pelo aquecimento global, como tempestades, inundações e secas, e os números de mortes por calor vão crescer exponencialmente com o aumento das temperaturas.