Fale conosco

O que vc está procurando?

Mundo

Caos e mortes marcam evacuação em aeroporto do Afeganistão

O Talibã retornou ao poder após 20 anos. Estados Unidos começou a evacuar cidadãos americanos, mas precisou interromper a ação devido aos tumultos no aeroporto de Cabul, no Afeganistão

Caos e mortes marcam evacuação em aeroporto do Afeganistão
Afegãos esperam em longas filas por horas no escritório de passaportes, já que muitos estão desesperados para ter seus documentos de viagem prontos para entrega em Cabul, Afeganistão (Crédito: Paula Bronstein/ Getty Images)

Cenas de caos foram vistas no aeroporto de Cabul, no Afeganistão, por conta dos milhares de cidadãos que estavam tentando deixar o país após os Talibãs tomarem o poder da capital.

Segundo o site El País, pelo menos cinco pessoas morreram na manhã desta segunda-feira (16) quando a pista de pouso foi invadida.

Também surgem a todo momento relatos de saques e abusos, apesar de o Talibã ter reiterado a seus combatentes que eles devem respeitar a propriedade alheia.

Retomada ao pode Talibã

O tumulto no país começou após o presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, fugir do país neste domingo (15), horas depois de o grupo extremista Talibã cercar Cabul, a capital do país.

O ex-vice-presidente afegão Abdullah Abdullah disse em um vídeo publicado em suas redes sociais que Ghani “abandonou a nação”.

O Talibã disse que tomou controle do palácio presidencial em Cabul após fuga de presidente Ghani. O grupo extremista defendia uma rendição pacífica do governo, segundo o G1. De acordo porta-vozes do grupo, a medida foi tomada para evitar o caos e os saques depois que as forças de segurança deixaram partes da capital.

A retomada de poder do grupo extremista aconteceu após 20 anos de serem expulsos da capital afegã pelos Estados Unidos, que invadiram o país dias após os ataques de 11 de setembro de 2001.

Governo Americano

Os Estados Unidos interromperam temporariamente os voos de evacuação de cidadãos e autoridades americanas do aeroporto de Cabul, devido ao caos na capital do Afeganistão, segundo noticiado pelo G1.

A decisão precisou ser tomada devido ao tumulto que causou mortes no aeroporto. Todos os voos comerciais também precisaram ser cancelados.

O vice-conselheiro de segurança nacional dos EUA, Jon Finer, afirmou que o país vai se concentrar em proteger o aeroporto e enviar forças adicionais ao local.

Mais em Perfil

Últimas Notícias