Fale conosco

O que vc está procurando?

Mundo

O comentário insólito de Jill Biden sobre Kamala Harris

A senadora pelo estado da Califórnia deu a entender que o atual presidente dos Estados Unidos apoiava legisladores racistas. Enfurecida, a esposa de Biden respondeu desde atrás das câmeras

O comentário insólito de Jill Biden sobre Kamala Harris
Atual primeira-dama dos Estados Unidos Jill Biden e atual vice-presidente Kamala Harris (Crédito: Drew Angerer/Getty Images)

Jill Biden, atual primeira-dama dos Estados Unidos e esposa do presidente Joe Biden, teria dirigido comentários ofensivos à também atual vice-presidente Kamala Harris, durante um debate nas primárias presidenciais do Partido Democrata em 2019.

Edward Isaac Dovere, autor do livro “Battle for the Soul” (“A batalha pela alma”), recriou as falas da primeira-dama: “Sabendo o quanto ele se importa com os Estados Unidos, o quanto ele luta e o comprometido que está, ainda o chama de racista sem fundamento?”.

Depois de defender as convicções do seu marido, ela declarou: “Harris pode ir pro caralho”. Esses palavrões ocorreram quando Joe Biden e Kamala Harris ainda não integravam a mesma chapa e, portanto, eram rivais na indicação presidencial.

Antes desse desabafo, a então senadora pelo estado da Califórnia havia criticado Biden por sua amizade com dois senadores democratas que apoiavam a segregação racial. Embora ela tenha esclarecido que não acreditava que ele fosse racista, ela o recriminou mesmo assim.

“Foi doloroso ouvi-lo falar sobre a experiência e o legado de dois senadores dos Estados Unidos que construíram as suas reputações e as suas carreiras defendendo a segregação racial neste país”, acusou Harris durante o debate organizado em junho.

“Ele também trabalhou com eles para se opor à integração dos ônibus como o principal meio de transporte escolar. Havia uma garotinha da segunda série na Califórnia que viajava neles para poder ir à escola. Essa garota era eu”, concluiu.

Segundo Dovere, Joe Biden também preferiu não ficar calado diante das afiadas declarações da sua atual vice-presidente. Ele teria se inclinado para Pete Buttigieg, agora secretário de Transportes, para dizer: “Tudo isso foi uma maldita mentira”.

Apesar do grande número de comentários que circularam após o debate, o autor do livro reconhece que Biden e Harris tinham e ainda têm posições semelhantes em muitas questões, incluindo os ônibus e a integração forçada de escolas.

Além disso, e como confirmado em “Battle for the Soul”, Harris certamente relutou em “acertar Biden em cheio” naquele debate democrata devido a que, apesar de tudo, mantinha relações estreitas com a família do agora presidente.

JFG

*Texto publicado originalmente no site Perfil Argentina.

Mais em Perfil

Últimas Notícias