Fale conosco

O que vc está procurando?

Mundo

Processos de vistos de turismo para os Estados Unidos podem ser mais rígidos no futuro

Com Joe Biden no comando da presidência do país, algumas coisas realmente devem mudar quando os consulados voltarem a abrir nos próximos meses

Visto para os EUA
Visto para os EUA (Crédito: Ronile por Pixabay)

Por Daniel Toledo

O futuro da imigração nos Estados Unidos é uma grande dúvida para muitas pessoas. Com Joe Biden no comando da presidência do país, algumas coisas realmente devem mudar quando os consulados voltarem a abrir nos próximos meses. Com boa parte da população querendo viajar e a oportunidade de conhecer ou voltar aos EUA, o visto mais buscado continua sendo o de turismo.

Nos últimos meses houve algum entusiasmo por conta do rumor de abertura de consulados no início de março e, apesar da informação ser segura, não foi concretizada devido aos números da pandemia, que não foram satisfatórios o suficiente para que os processos de visto voltassem a ser avaliados.

Dito isto, recentemente eu recebi uma notícia sobre um estudo feito nos Estados Unidos, alegando que no mês de abril, devido a campanha bem sucedida de vacinação, a imunidade dos habitantes estaria alta o suficiente para que o fim da pandemia seja decretado no país. A palavra de Biden, no entanto, vai mais além. Segundo o presidente, até o final de maio o problema causado pelo coronavírus deve ser controlado. Mas é importante lembrar que qualquer informação é apenas especulação até que haja uma publicação oficial.

No momento não há convicção sobre o estudo, mas as previsões são de uma reabertura escalonada em que os consulados passam a avaliar alguns tipos de vistos e em determinados casos serão processados no período estimado.

No Brasil as restrições devem continuar até que a situação tenha algum sinal de melhora e, considerando a variação do vírus descoberta em Manaus, será necessário que o governo, em todas as suas esferas, trabalhe para diminuir a incidência de contaminação.

Sobre os protocolos, é importante ter em mente que os consulados americanos em território brasileiro estão fechados há aproximadamente um ano. Quando a reabertura acontecer de fato, existe a grande possibilidade de muitas solicitações serem feitas simultaneamente e devido ao distanciamento social a dinâmica de entrevistas e digitalizações deve ser alterada. Por isso, esse é o melhor momento para começar a organizar o procedimento, seja com o planejamento da viagem, documentação e todo o processo par protocolar o visto.

Pessoalmente, acredito que o governo Biden deve ser bastante restritivo com os vistos de turismo nos próximos meses, uma vez que o momento pede cautela. Também é importante ressaltar a campanha presidencial e a intenção de alterar questões relacionadas a imigração, como a regularização de pessoas ilegais nos EUA. Os detalhes serão votados futuramente e por isso é o presidente deve restringir a entrada de mais pessoas no país nesse momento.

Essa também é uma razão para dificultar o acesso aos vistos mais comuns, como os de turismo, estudantes e negócios, que são algumas das portas de entrada que as pessoas utilizam para permanecer no país além do tempo permitido.

Algumas dicas para preencher o formulário DS-160 é utilizar os artifícios que demonstram vínculos com o Brasil, como um trabalho de longa data, localização da família e renda suficiente para fazer turismo, que pode ser demonstrada por extratos, declarações de imposto de renda etc. Além disso, é importante verificar quais são os seus vínculos nos Estados Unidos, como o local da estadia e se existe algum conhecido no país.

Um dos principais pontos de recusa de visto é o motivo de retorno para o país de origem, por isso é importante ter essas razões esclarecidas, como patrimônio, família, um vínculo definitivo ou documentos que comprovem o hábito de viajar. Ser claro e verdadeiro durante a entrevista também é fundamental para evitar problemas no futuro.

Daniel Toledo é advogado da Toledo e Advogados Associados especializado em direito Internacional, consultor de negócios internacionais e palestrante.

*Este texto não reflete, necessariamente, a opinião da Perfil Brasil.

Veja também

Mundo

O sociólogo Woody Powell aponta os riscos de uma humanidade dissociada e comenta o caso de Jeff Bezos, presidente e CEO da Amazon

Mundo

Um especialista médico que depôs para a defesa do ex-policial Derek Chauvin, da cidade norte-americana de Mineápolis, disse ao júri nesta quarta-feira (14) que...

Economia

Em um dia de alívio nos mercados internacionais, o dólar fechou abaixo de R$ 5,70 pela primeira vez em quase uma semana. Na terceira...

Mundo

O governo norte-americano anunciou hoje (14) que vai retirar todos os soldados norte-americanos do Afeganistão até 11 de setembro. Os Estados Unidos tinham se comprometido...