Fale conosco

O que vc está procurando?

Mundo

Variante Delta obriga Sydney a montar tendas de emergência

variante-delta-obriga-sydney-a-montar-tendas-de-emergencia

Pela primeira vez, durante a pandemia de covid-19, a Austrália registra número recorde de novos casos da doença, ultrapassando mil notificações. Os dois principais hospitais de Sydney recorrem a tendas de emergência para lidar com o aumento de doentes. Os dois meses de confinamento não travaram a contaminação da variante Delta, e a principal cidade do estado de Nova Gales do Sul é o epicentro da nova onda de infecções diárias no país.

Nova Gales do Sul somou 1.029 casos em 24 horas, sendo 969 detectados nos arredores de Sydney.

Os hospitais Westmead e Blacktown montaram tendas de emergência para atender o rápido aumento de doentes. As áreas médicas improvisadas pretendem ajudar “aliviar os atrasos”, explicou à Reuters um porta-voz do Distrito Sanitário Local de Sydney Ocidental. Os doentes são examinados e limpos nas tendas, que funcionam como antecâmaras, controlando a capacidade dos hospitais.

Dos 116 doentes internados nos cuidados intensivos, 102 não foram vacinados. Os últimos registros incluem mais três mortes, entre elas a de um homem de aproximadamente 30 anos que morreu em casa.

Há testemunhos que falam do amontoado de ambulâncias com pessoas infectadas à porta dos hospitais, devido ao aumento dos casos.

Alan O’Riordan, da Associação australiana de Paramédicos, relata que o Hospital Blacktown, nessa quarta feira (25) à tarde, parou de receber pacientes com covid-19, e as ambulâncias tiveram que levar os doentes para outros hospitais. Os hospitais Concord, the Royal Prince Alfred e Canterbury também recusaram ambulâncias.

“Esta situação está causando muitos atrasos. Temos que levar os doentes para mais longe. Se o sistema de ambulâncias diminuiu para um ritmo de caracol e não se pode responder a uma emergência diária, então passa a haver risco para os doentes”, alertou O’Riordan, citado na publicação PerthNow.

Gladys Berejiklian, do governo regional, diz que o “sistema está sob pressão” mas espera que assim que as taxas de vacinação aumentarem, a crise diminua. Acrescenta que o sistema de emergência está funcionando.

Berejiklian acredita que 70% da população de Nova Gales do Sul estejam vacinados em outubro.

As viagens internacionais, segundo a companhia aérea Qantas, deverão ser retomadas em dezembro.

O resto do país também se mantém sob severas medidas de confinamento. Mais da metade da população permanecem em casa.

A variante Delta alterou a taxa de sucesso australiano de combate à covid-19. Os confinamentos não estão sendo eficazes na contenção da doença, e a vacinação completa atinge apenas 32 % da população acima de 16 anos.

* Com informações da RTP – Rádio e Televisão de Portugal

(Agência Brasil)

Mais em Perfil

Últimas Notícias