Fale conosco

O que vc está procurando?

Saúde

Baixas temperaturas aumentam risco de problemas vasculares

A prevenção é baseada em bons hábitos de vida: alimentação saudável, exercícios físicos regulares e não fumar

Baixas temperaturas aumentam risco de problemas vasculares
(Crédito: Canva Fotos)

O risco de problemas vasculares, como as isquemias cardíaca, hipertensão e acidente vascular cerebral (AVC), são algumas doenças que podem ser potencializadas durante o inverno devido as baixas temperaturas.

Segundo a Dra. Fátima El Hajj, cirurgiã vascular, o frio contrai as artérias, ocasionando a má circulação do sangue. Pés e mãos frias, dedos azulados, dor forte nos pés, mesmo em repouso, ulceras e férias nos membros são sintomas que devem ser observados e tratados.

A prevenção é baseada em bons hábitos de vida: alimentação saudável, exercícios físicos regulares e não fumar. “A dieta mediterrânea, rica em vegetais frescos, proteína magra, frutas antioxidantes e gorduras saudáveis pode ser uma grande aliada para a saúde cardiovascular”, explica a cirurgiã vascular.

Além disso, é muito importante manter os exames preventivos em dia, como índice tornozelo-braquial (ITB), realizado no próprio consultório, e o Ultrassom Doppler que é o “estetoscópio” do cirurgião vascular.

Importante ressaltar que em nenhuma doença o paciente deve se automedicar, especialmente nos problemas vasculares que o tratamento envolve antiagregante plaquetários e anticoagulantes, que podem ocasionar graves sangramentos sem a orientação médica.

Para quem apresenta dor sem isquemia critica, o tratamento é medicamentoso aliado a mudança de hábitos de vida e atividade física orientada. Mas, quando se apresenta dor em repouso e lesão trófica, normalmente são abordados cirurgicamente.

Alimentação precisa ser saudável, mas chocolate pode?

O chocolate é um alimento rico em carboidrato e gordura, em maior ou menor quantidade, dependendo do tipo. Ele fornece grande quantidade de energia, além de proporcionar sensação de bem-estar pela ingesta do açúcar. Por possuir cacau em sua composição, é rico em flavonoides, um antioxidante potente que auxilia em nossa saúde vascular.

Esses antioxidantes potentes possuem ação benéfica comprovada para a circulação do nosso corpo, mas isso não significa que comer chocolate aos montes seja benéfico. “Por ser rico em açúcar e gordura, ele também eleva o risco de diabetes mellitus e aumenta os níveis de colesterol ruim (LDL)”, conta a cirurgiã.

Por conta disso, o indicado para ser consumido ao dia são no máximo 30g, mas isso vale apenas para pacientes que não possuem nenhuma restrição dietética. Além disso, não são todos os chocolates que são recomentados, pois a proporção de açúcar, chocolate e leite varia de acordo com o tipo.

Para quem não é fã do doce mais apreciado no mundo, “alimentos como café, frutas vermelhas e alimentos cítricos ricos em vitamina C também possuem benefícios para a nossa saúde vascular”, finaliza a médica.

Mais em Perfil

Últimas Notícias