Fale conosco

O que vc está procurando?

Saúde

Campinas volta à Fase Vermelha do Plano São Paulo

campinas-volta-a-fase-vermelha-do-plano-sao-paulo

A cidade de Campinas anunciou hoje (2) que adotará a Fase Vermelha contra a covid-19, a mais restritiva, a partir de amanhã (3) até o dia 16. Pelo Plano São Paulo de combate à pandemia, válido para todo o estado, a Fase Vermelha é considerada de alerta máximo, com a liberação apenas do funcionamento dos serviços essenciais. 

Segundo a prefeitura, a medida foi necessária em razão de o município estar em situação de “pré-colapso” de seu sistema de saúde. “A omissão em não adotar medidas restritivas pode nos levar a um colapso jamais visto no sistema de saúde de nossa cidade”, destacou o prefeito Dário Saadi, nas redes sociais. 

“Todos nós estamos cansados dessa pandemia, cansados de restrições. Mas o cansaço a gente recupera, a dor da perda de um familiar é para sempre”, acrescentou.

Apenas atividades econômicas consideradas essenciais poderão funcionar na cidade a partir de amanhã. As aulas presenciais, em todos os níveis, do ensino fundamental ao superior, serão suspensas. Somente cursos da área da saúde poderão ocorrer normalmente. Bares e restaurantes poderão funcionar, mas sem atendimento presencial, somente com entregas e retiradas. 

O comércio poderá também funcionar, mas com retiradas e entregas, desde que as retiradas de mercadorias sejam feitas sem que o consumidor saia do seu veículo.

Academias, shoppings, salões de beleza e barbearia não poderão funcionar. Os parques da cidade serão fechados e as atividades nos templos religiosos, limitadas até as 20h, com a ocupação de apenas 30% dos espaços. Eventos públicos estarão proibidos.

Campinas conta hoje com 290 leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) exclusivos para pacientes com a covid-19, nas redes pública e particular. Desse total, 263 estão ocupados, ou 90,69%. Há 27 leitos livres, somadas as duas redes.

Nesta terça-feira, foram confirmadas mais 12 mortes por covid-19 na cidade, de seis homens e seis mulheres, totalizando 1.884 pessoas vítimas da doença no município. Também foram confirmadas mais 380 pessoas com a covid-19, totalizando agora 70.286 casos da doença na cidade. Do total de doses de vacinas aplicadas contra a covid-19, 63.258 pessoas já receberam a primeira dose, e 28.130, a segunda.

Agência Brasil

Veja também

Brasil

A partir do próximo sábado (24), todas as unidades do Poupatempo serão reabertas para realizarem serviços presenciais. A medida faz parte das iniciativas da...

Saúde

A Prefeitura de Belo Horizonte retoma, a partir de hoje (22), o processo de reabertura gradual de atividades comerciais e de serviços, suspensas desde...

Saúde

O Instituto Butantan já começou a produção de mais 5 milhões de doses da vacina CoronaVac, imunizante contra a covid-19. Na última segunda-feira (19),...

Economia

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a alteração na Lei de Diretrizes Orçamentária de 2021 que permite a abertura de crédito extraordinário destinado a programas...