Fale conosco

O que vc está procurando?

Saúde

DF inicia vacinação de pessoas com mais de 80 anos a partir de amanhã

df-inicia-vacinacao-de-pessoas-com-mais-de-80-anos-a-partir-de amanha

O Distrito Federal começa nesta segunda-feira (1º), a partir das 13 horas, a vacinação de idosos com idade acima de 80 anos. De acordo com o governo local, há na unidade federativa 42.355 pessoas com esse perfil a serem vacinadas.

A aplicação da vacina contra covid-19 vai ocorrer em 36 salas, sendo 30 delas em unidades básicas de saúde e as outras em locais estratégicos, como escolas e ginásios. Para saber quais são os locais de vacinação, clique aqui.

Se necessário, novos pontos de vacinação poderão ser abertos, de forma a dar agilidade ao processo de vacinação. Segundo o Governo do Distrito Federal, a opção por iniciar a vacinação às 13h se deve à necessidade de organizar a logística e abastecer as unidades.

Em um primeiro momento, a vacinação teve como foco os profissionais da saúde que atuam na linha de frente de combate à pandemia. Os idosos foram também priorizados em função do alto percentual de casos de agravamento, sequelas e óbitos decorrentes do novo coronavírus, neste público. Até o dia 29 foram vacinadas no DF 44.315 pessoas do grupo prioritário. 

“O Distrito Federal tem a perspectiva de receber na próxima semana uma nova remessa de vacinas do Ministério da Saúde. De acordo com o quantitativo, a expectativa é ampliar gradativamente a vacinação para novos públicos. Os próximos contemplados serão idosos a partir de 75 anos e pacientes acamados, com dificuldade de locomoção, perfil AD1, assistidos pela rede pública e privada e um cuidador por grupo familiar”, informou o governo, em nota.

O DF já recebeu duas remessas da vacina CoronaVac, que é produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac (125.160 doses); bem como 41,5 mil doses da vacina Covishield, desenvolvida pela universidade inglesa de Oxford, com a farmacêutica sueco-britânica AztraZeneca.

A Secretaria de Saúde informou que cerca de 5% das doses das vacinas são reservadas tecnicamente para repor eventuais perdas. “No caso da vacina CoronaVac, o intervalo entre a primeira e segunda dose é curto, de 14 a 28 dias, e metade das doses recebidas são reservadas para a segunda aplicação. Com a vacina Covishield, esse intervalo é de até 90 dias.”

Agência Brasil

Veja também

Brasil

O bailarino e coreógrafo Ismael Ivo morreu na noite de ontem (8) aos 66 anos de idade. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês e,...

Saúde

Duas semanas depois do início do superferiado de dez dias, o Rio de Janeiro registrou aumento no número de casos e mortes por covid-19. São Paulo, que também...

Economia

A escassez de insumos e matérias-primas nacionais para a produção atingiu 73% das empresas da indústria geral (extrativa e de transformação) e 72% da...

Economia

Bares, restaurantes, serviços e comércio não essenciais estão autorizados a reabrir a partir de hoje (9) na cidade do Rio de Janeiro, depois de...