Fale conosco

O que vc está procurando?

Saúde

Movimento defende escolas abertas durante pandemia de covid-19

Há um movimento grande de defensores da volta às aulas presenciais, que apontam os impactos negativos da privação prolongada das aulas

Movimento defende escolas abertas durante pandemia de covid-19
Movimento defende escolas abertas durante pandemia de covid-19 (Crédito: Nghi Nguyen por Pixabay)

O debate sobre a retomada ou não das aulas presenciais nas escolas públicas e privadas do Brasil, deixou muitas famílias inseguras. Essa paralisação que acontece desde a chegada da pandemia do coronavírus ao país, já se arrasta há meses entre idas e vindas.

De um lado, muitos pais se sentem inseguros, temendo que as crianças sejam infectadas pela covid-19. Por outro lado, há um movimento também grande de defensores da volta às aulas presenciais, que apontam os impactos negativos da privação prolongada das aulas, como prejuízos à saúde mental, aprofundamento da desigualdade social e dificuldades em garantir o aprendizado dos alunos.

“Até o momento, não tem indício nenhum de que a abertura das escolas contribuiu para o aumento de casos de Covid 19. No Reino Unido, que também tem uma variante bem mais transmissível, as escolas ficaram abertas e não houve registro de aumentos de casos”, explica a pediatra Dra. Ana Barroso, da Pediatria Dupla Carioca.

Segundo dados publicados no mês de março deste ano pela secretaria estadual de educação, desde a primeira semana de janeiro quando as crianças fizeram o retorno às aulas, a taxa de incidência de covid nas escolas públicas e privadas no estado de São Paulo como exemplo, foi de 41 casos para 100 mil habitantes.

Desde que as aulas presenciais foram autorizadas, esse é o primeiro estudo sobre covid na educação do Estado.

A pediatra Dra. Thatiana Peixoto, acredita que no Brasil as escolas devem continuar abertas sim, pois existe medidas de precaução , entretanto a sociedade deve cobrar das escolas públicas e privadas a execução dessa normativa de precaução como exemplo: uso máscara, álcool gel, distanciamento social, limpeza das maçanetas, uso individual do material escolar…

A pediatra deixa um aviso para os pais:

“Não adianta as escolas executarem todas as medidas corretas de proteção se nos finais de semana os pais levam as crianças para passear, viajar e participar de aglomerações em shoppings centers e praias. O importante não é só exigir das escolas, mas também fazermos a nossa parte”.

Este texto é de responsabilidade das médicas Dra. Ana Barroso (CRM/UF 52 – 0105408-2 RJ) e Dra. Thatiana Peixoto (CRM/UF 52- 0103546-0 R) e não reflete necessariamente a opinião da PERFIL.

Veja também

Saúde

Com uma leve queda no número de novas internações, o governo de São Paulo decidiu não prorrogar a fase emergencial, que é um estágio...

Saúde

A curva de atendimentos na rede de urgência e emergência no município do Rio de Janeiro para os casos de síndrome gripal e síndrome...

Saúde

A Associação Médica Brasileira lançou hoje (9), junto com outras entidades que representam profissionais de diversas especialidades, um protocolo de recomendações para triagem de...

Saúde

Duas semanas depois do início do superferiado de dez dias, o Rio de Janeiro registrou aumento no número de casos e mortes por covid-19. São Paulo, que também...