Anúncios Políticos

Google: anúncios ligados à eleição estadual terão que ser verificados

A verificação de dados de financiadores para propagandas políticas nacionais já foi admitida pela empresa.

Google: anúncios ligados à eleição estadual terão que ser verificados
(Créditos: Scott Barbour/Getty Images)

A partir de setembro, após exigências do Google, anúncios ligados a candidaturas estaduais passarão por um sistema de verificação. A auditoria de dados de financiadores para propagandas políticas nacionais já foi admitida pela empresa.  

Publicidade

Nesta quinta-feira (18), os anunciantes ficaram cientes dos novos critérios, como a comprovação com documentos de sua identidade para que os anúncios sejam veiculados em plataformas do Google e do YouTube e em sites que usam o Google Ads e Display & Video 360.

Dentre estas exigências está inclusa qualquer propaganda de partido político, candidato ou ocupante de cargo público dentro do âmbito estadual como anúncios de governadores eleitos ou candidatos aos cargos de governador, vice-governador, deputado estadual ou distrital.

Acordado com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre as eleições de 2022, o Relatório de Transparência de Anúncios Políticos do Google, ferramenta lançada em junho deste ano que mostra os nomes de quem paga por anúncios políticos e detalhes de como os valores foram investidos e qual o público-alvo, será ampliado pela empresa. 

Além da verificação dos anúncios, o Google está apoiando o Programa de Núcleos de Checagem Eleitoral, criado pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), que capacitará e auxiliará jornalistas nas redações dos veículos de noticias a checarem fatos ligados, também, às eleições estaduais.

Publicidade

Publicidade