pacote de pagamento

O que se sabe sobre a votação de acionistas da Tesla que pode dar US$ 56 bi a Musk?

Reunião também busca transferir a sede legal da fabricante de veículos elétricos de Delaware para o Texas

Elon Musk confirmou ao site americano Page Six que teve um terceiro filho com Shivon Zilis, executiva da Neuralink, a startup do bilionário focada em saúde e chips cerebrais.
Bilionário já teve filhos com três mulheres – Crédito: Getty Images

A Tesla (TSLA.O) está em processo de votação entre seus acionistas para aprovar um pacote de pagamento de US$ 56 bilhões para o CEO Elon Musk e transferir a sede legal da fabricante de veículos elétricos de Delaware para o Texas. A informação foi divulgada pelo próprio Musk na plataforma de mídia social X, na quarta-feira (12), afirmando que a aprovação foi obtida por amplas margens.

Publicidade

Um voto favorável fortalece a posição da Tesla em um tribunal de Delaware, onde um juiz anteriormente anulou o pacote de pagamento de 2018, alegando que o conselho da empresa estava “submisso” a Musk. Esse pacote, na época, era o maior da história corporativa dos EUA.

Esta aprovação representa uma vitória significativa para Musk e o conselho da Tesla, que arriscaram sua credibilidade ao buscar o apoio dos acionistas, enfrentando oposição de grandes investidores como Glass Lewis e Institutional Shareholder Services (ISS).

“Obrigado pelo seu apoio!!” escreveu Musk em sua postagem no X.

O resultado oficial será anunciado em uma reunião na sede da Tesla no Texas, às 18h30 (Brasília) nesta quinta-feira. Fontes próximas à contagem preliminar dos votos indicaram que a combinação de grandes investidores institucionais e investidores de varejo garantiu a aprovação do pacote. No entanto, os acionistas têm a possibilidade de mudar seus votos até o início da reunião anual.

Publicidade

Além da proposta de pagamento, os acionistas da Tesla também votaram na mudança da sede legal da empresa e na reeleição de dois membros do conselho: Kimbal Musk, irmão de Elon Musk, e James Murdoch.

Teste de confiança dos acionistas da Tesla

Para muitos investidores, a votação sobre o pacote de pagamento de Musk é vista como um teste de confiança em sua liderança. Apesar de ser amplamente creditado pelo sucesso da Tesla, a empresa tem enfrentado uma desaceleração nas vendas e nos lucros recentemente. As ações perderam quase 60% de seu valor desde o pico em 2021, quando Musk começou a vender bilhões de dólares em ações para financiar a compra do Twitter, levantando preocupações sobre sua capacidade de gerenciar várias empresas simultaneamente.

Atualmente, Musk está à frente de seis empresas, incluindo a SpaceX, a plataforma de mídia social X (antigo Twitter) e a empresa de inteligência artificial xA1, fundada em 2023. Sua franqueza e propensão a controvérsias têm afetado a reputação e as vendas da Tesla. As ações da Tesla subiram 3,9% na quarta-feira, véspera da reunião dos acionistas.

Publicidade

Controvérsias sobre o pacote de pagamento

Os grandes investidores institucionais consideram o pacote de pagamento proposto muito generoso, especialmente para um líder que divide seu tempo entre várias empresas. “O pacote de pagamento permitiria a Musk fortalecer a propriedade às custas de diluir o valor dos acionistas”, afirmou Marcie Frost, CEO do Sistema de Aposentadoria dos Funcionários Públicos da Califórnia.

A Tesla tem feito um esforço significativo para garantir o apoio dos investidores de varejo, que representam uma grande parte de sua base de acionistas, mas que muitas vezes não participam das votações. Executivos da empresa postaram mensagens no X destacando a importância de Musk para o sucesso da Tesla, e a empresa veiculou anúncios nas redes sociais. Musk até prometeu uma visita pessoal à fábrica da Tesla no Texas para alguns acionistas que votarem.

O conselho da Tesla defende que Musk, sendo uma das pessoas mais ricas do mundo, merece o pacote, pois atingiu todas as metas ambiciosas de valor de mercado, receita e lucratividade. O pacote de pagamento também é visto como essencial para manter Musk dedicado à Tesla, apesar das críticas de que o plano de 2018 não garantiu que Musk comprometesse uma quantidade substancial de tempo à empresa.

Publicidade

Batalha judicial

Donald Ball, acionista da Tesla, entrou com um processo no início do mês contestando a votação dos acionistas, argumentando que a ratificação do pacote de pagamento deveria ser anulada devido a táticas coercitivas de Musk para obter a aprovação dos acionistas.

Anteriormente, um juiz de Delaware invalidou o mesmo pacote de pagamento como uma “quantia insondável” concedida por um conselho com laços pessoais e financeiros estreitos com Musk. O conselho da Tesla realizou a votação dos acionistas como uma estratégia para reforçar sua apelação contra essa decisão, citando a falha do conselho em informar plenamente os acionistas antes de aprovar o pacote em 2018.

“Mesmo que os acionistas aprovem o pacote antigo, não está claro se o tribunal de Delaware permitirá que essa votação seja eficaz”, disse Adam Badawi, professor de direito especializado em governança corporativa na Universidade da Califórnia, Berkeley.

Musk terá que esperar meses ou até anos para que seu pacote de pagamento seja restaurado, enquanto os recursos legais tramitam até a Suprema Corte de Delaware.

Siga a gente no Google Notícias

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber grátis o Menu Executivo Perfil Brasil, com todo conteúdo, análises e a cobertura mais completa.

Grátis em sua caixa de entrada. Pode cancelar quando quiser.