Meio Ambiente

COP-27: CNA e IBP discutem ações de sustentabilidade

Foi um primeiro contato entre as instituições para debater ações para reduzir as emissões de gases de efeito estufa.

cop-27-cna-e-ibp-discutem-acoes-de-sustentabilidade
(Créditos: Reprodução/ CNA)

O presidente da Comissão Nacional de Meio Ambiente e o vice-presidente de Relações Internacionais da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Muni Lourenço e Gedeão Pereira, se reuniram, na quarta (16), com o presidente do Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP), Roberto Ardenghy.

Publicidade

O encontro aconteceu no Pavilhão Brasil, na COP-27, e foi um primeiro contato entre as instituições para debater ações para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, contribuindo com o Acordo Global do Metano, que propõe uma redução de emissões em 30% em nível mundial.

Ainda na reunião, os dirigentes da CNA entregaram o documento com o posicionamento da entidade para a Conferência do Clima no Egito.

O posicionamento da CNA foca em pontos como nova meta quantificada de financiamento climático; mecanismos focados em adaptação; adoção do plano de ação para agricultura, resultado das negociações de Koronívia; operacionalização dos mecanismos de mercado de carbono; e recomendações de ordem geral aos negociadores brasileiros.

Por sua vez, o presidente do IBP falou sobre a atuação do instituto e de iniciativas sustentáveis para reduzir emissões de gases poluentes. Participaram da reunião o coordenador de Sustentabilidade, Nelson Ananias, o consultor técnico e jurídico Rodrigo Justus, e a diretora executiva corporativa do IBP, Fernanda Delgado.

Publicidade

*Confira a matéria da CNA