Ciro Gomes é alvo de busca em operação da PF

Ex-governador do Ceará e pré-candidato a presidente da República disse que ordem judicial é abusiva

Ciro Gomes é alvo de busca em operação da PF
Oitenta policiais federais cumprem 14 mandados de busca e apreensão expedidos pela 32ª Vara da Justiça Federal (Crédito: André Carvalho/CNI)

Ciro Gomes é alvo de busca em operação da Polícia Federal (PF), na manhã desta quarta-feira (15), ex-governador do Ceará e pré-candidato à Presidência em uma investigação sobre supostas irregularidades na construção da Arena Castelão, em Fortaleza.

Publicidade

Por uma rede social, Ciro classifico a ordem como “abusiva” e disse que o presidente Jair Bolsonaro (PL) “transformou o Brasil num Estado Policial que se oculta sob falsa capa de legalidade.

Segundo a PF, as fraudes ocorreram entre 2010 e 2013, anos em que o Ceará era governado por Cid Gomes (PDT), irmão de Ciro e hoje senador.

Segundo a PF, há indícios de pagamentos de R$ 11 milhões em propinas diretamente em dinheiro ou “disfarçadas de doações eleitorais,” com emissões de notas fiscais fraudulentas por empresas fantasmas.

Publicidade

A operação foi batizada de “Colosseum” e teve mandados expedidos pela 32ª Vara da Justiça Federal no Ceará como São Paulo, Belo Horizonte e São Luís. No Ceará, os mandados são cumpridos nas cidades de Fortaleza, Meruoca e Juazeiro do Norte.

As buscas têm como objetivo apreender mídias digitais, aparelhos celulares e documentos.

Publicidade