Doria acompanha de perto o trabalho feito na obra do Metrô

A equipe de engenharia da Acciona, responsável pela operação da Linha 6 do Metrô, identificou que o problema foi causado quando uma coletora da Sabesp foi atingida

Doria acompanha de perto o trabalho feito na obra do Metrô
João Doria (PSDB), acompanha pessoalmente o trabalho técnico da empresa responsável pela operação da linha seis do Metrô

O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), acompanha pessoalmente o trabalho técnico da empresa responsável pela operação da linha seis do Metrô, que teria causado a queda de parte de uma das pistas . Ele diz que a pista da Marginal irá ser retomada de imediato, pois não há risco para a operação. A pista interna ainda não foi liberada pela equipe da Prefeitura por medida de segurança, já que ainda oferece riscos aos usuários da via.

Publicidade

A equipe de engenharia da Acciona, responsável pela operação da Linha 6 do Metrô, identificou que o problema foi causado quando uma coletora de esgoto da Sabesp foi atingida. Doria ainda diz que, “felizmente, não houve nenhuma vítima no acidente, nem com ferimentos nem com óbito”. Quatro pessoas foram socorridas e levadas para o pronto- socorro, pois tiveram contato com a água e levadas à unidade para serem medicadas.

O presidente da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), Benedito Braga, diz que “estão trabalhando na recuperação da coletora de esgoto que teve um solapamento, para impedir que o esgoto chegue no local da obra. Para isso estamos utilizando um coletor antigo, que foi substituído por esse novo, e que nesse momento a quantidade de esgoto que chega é bem menor do que chegava pela manhã”. 

Braga ainda diz que “a situação não representa grandes problemas neste momento, e que até o fim do dia essa questão estará resolvida”. Segundo ele, a equipe ainda investiga o motivo da perfuração da rede. De certa forma já se sabe o que aconteceu, mas a apuração deverá passar por auditoria do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas),  que dará um parecer definitivo.

André de Angelo, presidente da Acciona, companhia de engenharia da concessionária da linha seis do metrô. Segundo Doria, Empresa especializada espanhola, a maior do mundo fora da China. O governador diz que tem total confiança neles, e eles podem agora mostrar um pré-diagnóstico do que ocorreu. As medidas estão sendo tomadas de imediato para tentar sanar os problemas, recuperar a obra, e evitar que isso possa acontecer novamente.

Publicidade