luto no vôlei

Ex-atletas e figuras políticas lamentam morte de Isabel Salgado

Lenda da modalidade foi diagnosticada com uma bactéria no pulmão e faleceu durante a madrugada.

ex-atletas-e-figuras-politicas-lamentam-morte-de-isabel-salgado
(Crédito: Reprodução/ Twitter)

Ex-atletas e figuras políticas foram às redes sociais nesta quarta-feira (16) prestar homenagens à ex-jogadora de vôlei de praia Isabel Salgado, que morreu aos 62 anos, no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Ontem ela foi diagnosticada com uma bactéria no pulmão, e faleceu durante a madrugada.

Publicidade

A amiga de infância e colega de quadra, Jaqueline Silva, afirmou que não esperava acordar com uma notícia tão devastadora. “Minha grande amiga, uma pessoa que nunca contei que fosse perder, porque sempre foi tão presente, com uma força absurda personificada nela. Estudamos juntas, começamos juntas no vôlei, jogamos em todas as categorias da seleção que você possa imaginar e fizemos a dupla como a coroação dessa amizade”, contou.

“Perda irreparável, Isabel Salgado. Meus profundos sentimentos a todos os familiares e amigos. Luto”, escreveu Ana Moser, outro nome importante do vôlei brasileiro, em seu Twitter.

“Que perda! Sentimentos a toda família! Isabel foi uma mulher muito especial! Lutadora! Querida!”, lamentou a ex-nadadora Joanna Maranhão.

Em nota, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) manifestou suas condolências a família. “O COB externa o seu mais profundo pesar pelo falecimento, aos 62 anos, de Isabel Salgado, uma das mais importantes e talentosas jogadoras brasileiras de vôlei, nesta quarta-feira, 16. Neste momento de dor, o COB se solidariza e envia condolências à família e aos amigos de Isabel, assim como toda comunidade do vôlei”, disse.

Publicidade

O perfil oficial do Flamengo, clube onde a ex-atleta foi revelada e se tornou bicampeã nacional em 1978 e 1980, afirmou que ela “será sempre lembrada”.

O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), também prestou solidariedade à família de Isabel. A ex-atleta havia sido anunciada como integrante do grupo de transição de Esporte do petista. O político afirmou que o legado dela no esporte “abriu as portas para muitas brasileiras”.

Em pronunciamento nesta manhã para anunciar novos nomes para o gabinete da transição, o vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin, também lamentou a morte de Isabel, que chamou de “exemplo para todo o país”.

“Uma notícia triste, perdemos a Isabel Salgado, campeã esportista do vôlei, um exemplo para todo o país. Fazia parte do nosso grupo técnico do esporte, extremamente envolvida e entusiasmada com a transição. Por isso quero transmitir aos seus familiares, amigos e a todo o mundo esportivo nossos sentimentos e as nossas orações com muito carinho pela Isabel”, disse Alckmin.

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, foi outra a homenagear a ex-atleta nas redes. “Muita tristeza perdermos hoje a Isabel do Vôlei. Mulher de talento, coragem e posições firmes. Contribuiu diretamente para a vitória da democracia e estava no grupo de esportes do Gabinete de Transição. Nossa solidariedade à família e a todos e todas que a admiram”, afirmou em seu Twitter.

Também no Twitter, o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, escreveu que o “esporte brasileiro amanheceu de luto” pela perda de Isabel, “que ficou conhecida pela força e liderança”.

A cantora Teresa Cristina demostrou o sentimento de tristeza com a morte de Isabel. “Perda irreparável, Isabel Salgado. “Minha rainha, difícil acreditar nisso”, lamentou.

O jornalista João Carlos Albuquerque, ex-ESPN, se mostrou abalado com a informação da morte da ex-atleta. “Não consigo ainda acreditar que a maravilhosa Isabel do vôlei partiu. Não é possível. É tristeza demais. Que mulher incrível, exemplo de vida. Estou arrasado. Força aí, família e amigos”, escreveu o jornalista.

Já o apresentador da TV Globo Pedro Bial fez uma homenagem à Isabel Salgado, de quem era amigo. Num texto comovente, ele lembrou que seu irmão, o técnico de basquete Alberto Bial, disse que ela seria “a maior jogadora do mundo”.