Operadoras de cruzeiros suspendem atividades até 4 de março

Anteriormente, a data estipulada para o retorno das atividades dos cruzeiros era 18 de fevereiro.

operadoras-de-cruzeiros-suspendem-atividades-ate 4-de-marco
Cruzeiro internacional (Créditos: Joe Raedle/Getty Images)

A Associação Brasileira de Navios de Cruzeiros (Clia Brasil) anunciou nesta terça-feira (15) que as operações de cruzeiros continuarão suspensas até o dia 4 de março. A entidade paralisou as atividades diante do avanço da nova onda de contaminação da covid-19, impulsionada pela variante Ômicron, e tem estendido a proibição desde janeiro.

Publicidade

Anteriormente, a data estipulada para o retorno das atividades dos cruzeiros era 18 de fevereiro. Em nota, a associação destaca que a “decisão visa dar continuidade ao criterioso trabalho e discussões com as autoridades nacionais, estaduais e municipais para a retomada dos cruzeiros”.

Segundo a organização, as exigências para essa atividade incluem passaporte vacinal, testagem de todos os passageiros e tripulantes antes de entrar na embarcação, testagem de 10% das pessoas ao longo da viagem e uso constante de máscaras.

No dia 12 de janeiro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a suspensão definitiva da temporada de navios de cruzeiro no Brasil, como ação necessária à proteção da saúde da população.

Dias depois, portaria interministerial estabeleceu protocolos para a atividade.

Publicidade

De acordo com a norma, a operação de embarcações com transporte de passageiros, nos portos nacionais, fica condicionada à edição de um plano de operacionalização no âmbito do município e do estado.

Além disso, as condições sanitárias para o embarque e desembarque de passageiros e de tripulantes em embarcações de cruzeiros marítimos devem ser definidas pela Anvisa.

(Agência Brasil)

Publicidade