Guerra afeta projetos espaciais da Rússia

russia-projetos-espaciais

Em resposta às sanções impostas pela União Europeia, a Rússia suspendeu a cooperação com os europeus no setor espacial. A agência espacial russa Roskosmos não fará mais lançamentos de foguetes da base de Kourou, na Guiana Francesa, vizinha do Brasil. A informação foi publicada inicialmente pela agência de notícias Reuters. 

Publicidade

A União Europeia minimizou a decisão russa e disse que a medida não vai afetar a qualidade dos serviços de duas redes de satélite do bloco. 

Um deles é o Galileo, sistema global de navegação por satélite da Europa que fornece informações sobre posicionamento de celulares, carros, ferrovias e aviação. O outro é o Copernicus, que fornece dados de observação da Terra sobre mudanças climáticas, entre outros temas. 

O chefe dos assuntos que envolvem as questões espaciais da Comissão Europeia, Thierry Breton, disse no Twitter, que o bloco está preparado para proteger os equipamentos de eventuais ataques e que vai continuar com o trabalho de desenvolver dois foguetes para não depender dos russos.