Prefeito de BH adia volta às aulas presenciais

Para alunos acima de 12 anos e menores de 4 anos, as aulas estão autorizadas

prefeito-de-bh-adia-volta-as-aulas-presenciais
As aulas para crianças de 5 a 11 anos, voltarão no dia 14 de fevereiro (Crédito: Canva)

Prefeito de Belo Horizonte decide adiar a volta às aulas presencias para crianças de 5 a 11 anos. Nessa quarta-feira (26), o prefeito Alexandre Kalil fez um anúncio, em que o início das aulas para crianças de 5 a 11 anos será no dia 14 de fevereiro. Já para alunos acima de 12 anos e menores de 4 anos, as aulas estão autorizadas.

Publicidade

De acordo com o prefeito, o adiamento foi pelo dever de proteção às crianças. A vacinação desta faixa etária entre 5 e 11 anos em Belo Horizonte começou no dia 15 de janeiro. Kalil também disse que foram abertos quatro leitos de enfermaria pediátrica e dez de UTI Covid para crianças e que nesta quinta-feira (27), serão abertos mais 35 leitos para crianças.

Quanto ao número de leitos para adultos, foram abertas 12 UTIs e 71 vagas em enfermarias. Kalil afirmou que a nova variante Ômicron tem atingido crianças e pediu para que os pais vacinem seus filhos.

Em entrevista à CNN, Isabella Ballalai, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) disse “O momento é complicado, com aumento de casos. Mas adiar a abertura de escolas ou deixar de abrir escolas, diz a Unicef, pode ser mais um problema grave para nossas crianças e adolescentes”. A especialista ainda mencionou que países europeus com mais casos que no Brasil não fecharam escolas. Para ela, as escolas são seguras, pois possuem protocolos.

O doutor Renato Kfouri, também da SBIm, relatou à CNN que medidas de fechamento devem ser dadas pela taxa de transmissão, mas que escolas devem ser as últimas a serem restringidas.

Publicidade