Em crise, Colômbia deixará de sediar Copa América

Rita Lee anuncia que está em tratamento contra um câncer de pulmão
Rita Lee anuncia que está em tratamento contra um câncer de pulmão (Marcos Mazini/TV Globo)

Publicidade

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou na nessa quinta-feira (20) que a Colômbia não sediará mais a próxima edição da Copa América em conjunto com a Argentina. A competição está programada para começar no dia 13 de junho.

A confederação também informou que a realização da competição está garantida, e que “informará nos próximos dias a realocação dos jogos que deveriam ser disputados na Colômbia”.

A decisão foi tomada horas após o ministro do Esporte da Colômbia, Ernesto Lucena, afirmar que pediria o adiamento da competição até que o público pudesse entrar nos estádios.

Publicidade

A Colômbia atravessa uma crise política, econômica e social, além de enfrentar a pandemia do novo coronavírus. A Argentina deverá receber os concorrentes sozinha, mas devido ao alto número de casos de covid-19, o governo decretou quarentena rigorosa no país.

A Copa América seria disputada em 2020, entretanto precisou ser adiada para este ano por conta da pandemia. O Brasil está no Grupo B da competição, concorrendo com Colômbia, Equador, Peru e Venezuela.

Esportes Anúncio foi feito pela Confederação Sul-Americana de Futebol Rio de Janeiro 21/05/2021 – 11:04 Rádio Nacional/Adrielen Alves Rafael Monteiro – da Rádio Nacional Copa América Colômbia sexta-feira, 21 Maio, 2021 – 11:04 1:25

Publicidade

(Agência Brasil)