Nikão se diz pronto para missão de assumir a camisa 10 do São Paulo

Número do uniforme já foi de ídolos como Raí, Pedro Rocha e Zizinho

nikao-se-diz-pronto-para-missao-de-assumir-a-camisa-10-do-sao-paulo
Nikão do Athletico-PR comemora após marcar o primeiro gol de sua equipe durante a partida final da Copa CONMEBOL Sul-Americana 2021 entre Athletico Paranaense e Red Bull Bragantino no Estádio Centenário em 20 de novembro de 2021 em Montevidéu, Uruguai. (Foto de Buda Mendes/Getty Images)

A camisa 10 do São Paulo, que já foi de ídolos como Raí, Pita, Pedro Rocha, Zizinho e Hernanes, agora pertence a Nikão. Apresentado nesta quinta-feira (20) como novo reforço tricolor, o meia-atacante deixou claro que está ciente da responsabilidade que terá pela frente.

Publicidade

“É uma camisa com uma história grande, mas venho para cá fazer meu trabalho. É um clube com uma torcida apaixonante, de uma representatividade muito grande. Aprendi uma frase que levo para a vida: quanto mais é dado, mais é cobrado”, declarou o jogador, em entrevista coletiva no centro de treinamentos do clube, na Barra Funda, zona oeste da capital paulista.

Nikão era ídolo no Athletico-PR, onde atuou por seis anos e foi bicampeão da Copa Sul-Americana, além de também vencer a Copa do Brasil. No São Paulo, ele terá de escrever uma nova história. Não que ele já não tenha feito isso durante a vida – inclusive fora do futebol.

“Perdi minha mãe aos oito anos, com câncer. Aos 16, perdi a vó que me criou, de infarto. Com 23, perdi meu irmão em um acidente. Não conheço meu pai até hoje. Passei por muitas dificuldades e lutas, mas Deus esteve me sustentando e me deu uma família, uma esposa, filhos lindos. Só tenho a agradecer por vivenciar este grande momento e estar em um clube deste tamanho”, afirmou.

Com três anos de contrato, Nikão deve começar a jornada como atleta do São Paulo na próxima quarta-feira (26), às 19h (horário de Brasília), contra o Santo André, no Morumbi, pela primeira rodada do Campeonato Paulista. Ele é um dos cinco reforços trazidos pelo Tricolor para 2022. Além do meia-atacante, chegaram o goleiro Jandrei, o lateral Rafinha e os meias Alisson e Patrick.

Publicidade

(Agência Brasil)