criticado por Cristina Kirchner

Argentina: Ministro da Economia, Martin Guzmán, renuncia ao cargo

Político publicou uma carta nas redes sociais direcionada ao presidente Alberto Fernández.

Ministro da Economia da Argentina renuncia ao cargo
Guzmán, em foto com o ministro da Economia do Brasil Paulo Guedes. (Crédito: Reprodução)

O ministro da Economia argentino, Martín Guzmán, renunciou ao seu cargo na noite deste sábado (2). Guzmán liderou o acordo de reestruturação da dívida da Argentina com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e os credores. O político publicou uma carta em suas redes sociais, dirigida ao presidente Alberto Fernández. No texto, ele detalha sua decisão de renunciar.

Publicidade

“Com a profunda convicção e confiança em minha visão do caminho que a Argentina deve seguir, continuarei trabalhando e agindo por uma pátria mais justa, livre e soberana”, afirmou Guzmán.

Publicidade

Segundo site Perfil a saída foi divulgada após um discurso da vice-presidente Cristina Kirchner em que ela criticou a condução econômica do país. Cristina teria feito críticas também a Guzmán.