Chile oferece a 4ª dose da vacina contra a Covid-19

O novo protocolo dará início em pessoas imunodeprimidas com 12 anos ou mais

chile-oferece-a-4a-dose-da-vacina-contra-a-covid-19
O presidente do Chile considera necessária a quarta dose da vacina contra Covid (Crédito: Andreas Rentz/Getty Images)

O Chile começará a oferecer a quarta dose da vacina contra a Covid-19. A partir de segunda-feira (10), o país será o primeiro da América Latina a iniciar o protocolo de quarta dose da vacina contra a Covid em pessoas imunodeprimidas. Segundo o presidente, Sebastian Piñera a partir do dia 7 de fevereiro a dose valerá para os maiores de 55 anos.

Publicidade

Com o surgimento da nova variante Ômicron, os casos dispararam no país como vem disparando em vários lugares do mundo. Dessa forma, o governo chileno considerou importante a quarta dose. Em uma entrevista coletiva Piñera afirmou “Uma pessoa sem proteção completa tem seis vezes mais probabilidade de se infectar e 20 vezes mais de ser internada na UTI do que uma pessoa com a dose de reforço”.

O Chile iniciou a vacinação no dia 24 de dezembro de 2020. Até o momento 87,2% da população maior de três anos, está vacinada com duas doses e 66,8% com a terceira dose de reforço. Como grande parte da população vem se vacinando o número de casos estava mais controlado até o aparecimento de novas variantes.

A nova proposta da quarta dose da vacina contra a Covid-19, se inicia na segunda-feira (10) para pessoas imunodeprimidas a partir de 12 anos. Maiores de 55 anos poderão tomar a quarta dose a partir do dia 7 de fevereiro com um intervalo de seis meses.

“Nosso compromisso e prioridade tem sido proteger a saúde e a vida de todos. A vacinação oportuna e eficaz tem sido essencial. Hoje adicionamos uma QUARTA DOSE SEGURADA para todos. Devemos continuar a fortalecer o autocuidado. A pandemia ainda não acabou.”

Publicidade