EUA enviam caças à Polônia em meio a exercícios militares russos

(Crédito: Lee O. Tucker/Força Aérea dos EUA via Getty Images)

A Força Aérea dos EUA anunciou nesta quinta-feira (10) o envio de caças à Polônia visando fortalecer a ”postura de defesa coletiva da Otan.” A mobilização dos caças é uma resposta aos sucessivos exercícios militares russos que vem acontecendo na fronteira com a Ucrânia.

Publicidade

“Os caças da Força Aérea dos EUA chegarão à Base Aérea de Łask, Polônia, em 10 de fevereiro de 2022, para melhorar a postura de defesa coletiva da Otan e apoiar a missão de policiamento aéreo da Otan”, informou a força por meio de nota.

“Os F-15 Eagles da 48ª Ala de Caça da Royal Air Force Lakenheath, Reino Unido, trabalharão ao lado das aeronaves F-16 polonesas e dinamarquesas que já executam a missão de policiamento aéreo da Otan da Base Aérea de Siauliai, na Lituânia”, continua. “Os caças extras reforçarão a prontidão e a dissuasão e defesa dos Aliados, à medida que a Rússia continua o acúmulo militar dentro e ao redor da Ucrânia.”

Ao mesmo tempo, Rússia e Belarus iniciaram exercícios militares na fronteira com a Ucrânia. O Kremlin afirma que o treinamento visa “suprimir e repelir agressões externas”, mas o ocidente teme que os russos estejam planejando uma invasão e usando os exercícios como disfarce para ataques na fronteira.

O general Jeff Harrigian, comandante das Forças Aéreas dos Estados Unidos na Europa, afirmou que ”o compromisso das aeronaves e aviadores dos EUA demonstra a solidariedade da Aliança, enquanto continuamos a trabalhar juntos em unidade para executar nossa missão defensiva.”

Publicidade

O envio de caças não foi a primeira movimentação dos EUA em relação as tensões entre Ucrânia e Rússia. Na última terça-feira (8), os Estados Unidos enviaram cerca de 3 mil soldados para o Leste Europeu, que se dividirão entre bases na Romênia e na Polônia.

Publicidade