87% dos brasileiros defendem o aborto em caso de estupro

Uma pesquisa feita pelo Instituto Patrícia Galvão, em parceria com o Instituto Locomotiva, levantou dados sobre o assunto

Nesse caso, 52% das mulheres acreditam que optariam por interromper a gestação (Crédito: Canva)

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Patrícia Galvão, em parceria com o Instituto Locomotiva, mostrou que 87% dos brasileiros defendem o aborto em caso de estupro. Isso significa que a cada dez brasileiros, nove defendem. Dessa forma, 12% dos brasileiros não defendem.

Publicidade

Foram entrevistadas 2 mil pessoas com 16 anos ou mais em todo o Brasil entre os dias 27 de janeiro e 4 de fevereiro deste ano. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais. Segundo a pesquisa, a cada quatro mulheres, três gostariam de poder contar com essa opção e que 52% das mulheres, acreditam que optariam por interromper a gestação nesse caso.

A pesquisa também mostra que existe divisões de opiniões quando o assunto é como o aborto deveria ser discutido. 64% das pessoas acreditam que o aborto deve ser discutido como questão de saúde pública e de direitos, enquanto 14% acham que é uma decisão privada e 3% de religião.

No Brasil o aborto pode ser realizado quando há gravidez resultante de estupro, risco de morte da mãe e gestação de feto anencéfalo. Ainda, dando continuidade a dados da pesquisa, 84% da população sabe que o aborto clandestino é uma das principais causas de morte de grávidas no país.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Agência Patrícia Galvão (@ipatriciagalvao)

Publicidade