Ministério da Saúde sofre segundo ataque hacker

O ataque foi negado pela pasta durante a tarde, porém foi admitida pelo ministro Marcelo Queiroga durante coletiva em Brasília

ministerio-da-saude-sofre-segundo-ataque-hacker
Marcelo Queiroga lança Campanha Mega Vacinação. 16/12/2021. (Crédito: FotosPublicas)

O Ministério da Saúde admitiu ter sofrido um segundo ataque hacker entre o fim do domingo (12) e esta segunda-feira (13). O ataque foi negado pela pasta durante a tarde, porém foi admitida pelo ministro Marcelo Queiroga durante coletiva em Brasília.

Publicidade

Na tentativa de justificar a omissão, Queiroga disse que os ataques sofridos se diferenciam. “São duas coisas diferentes. Aquele primeiro ataque não foi um ataque ao Ministério da Saúde, aquilo foi a nível da Embratel, né? E felizmente, os dados não foram comprometidos. Em relação a esse segundo ataque, foi algo de menor monta e estamos trabalhando para recuperar isso o mais rápido possível”.

Pela manhã dessa segunda-feira (13), os e-mails do Ministério da Saúde ficaram fora do ar. Procurada, a pasta disse que se tratava de uma manutenção interna da rede. Porém, fontes do próprio ministério e da Polícia Federal disseram que a instabilidade dos e-mails estava relacionada a um segundo ataque hacker.

Perguntado sobre o restabelecimento do sistema, Queiroga disse que o novo ataque deve afetar a estimativa anterior de estabilização, prevista para terça-feira (14). “Eu falei que seria resolvido até amanhã, né? Aí, houve esse outro ataque, infelizmente somos vítimas dessas figuras que têm, de maneira criminosa, invadido sistemas. Tentado invadir, né, eles não conseguem invadir, mas tumultuam, atrapalham”.