Vacina infantil será distribuída na 2ª quinzena de janeiro, diz Queiroga

Ele já tinha anunciado em dezembro que a vacinação desta faixa etária teria início no começo de 2022

Vacina infantil será distribuída na 2ª quinzena de janeiro, diz Queiroga

Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, disse nesta segunda-feira (3), que os imunizantes contra a Covid-19 para crianças entre 5 e 11 anos vão chegar ao Brasil na segunda quinzena de janeiro. Ele já tinha anunciado em dezembro que a vacinação desta faixa etária teria início no começo de 2022.

Publicidade

Queiroga fez o anúncio à imprensa após uma solenidade em Brasília, que tratava sobre o envio de 23 médicos para ajudar vítimas das enchentes na Bahia.

“Na segunda quinzena de janeiro, as vacinas começam a chegar e serão distribuídas”, disse o ministro da Saúde.

Ele ainda disse que a vacinação infantil  “está bem definida, de maneira clara e transparente” e a pasta tem uma “ampla discussão com a sociedade acerca do tema [vacinação], que é fundamental”.

“Disseram que as crianças são depósitos de vírus, nossas crianças são o futuro do Brasil”, afirmou.

Publicidade

Consulta pública

O ministro disse que a pasta vai realizar uma consulta pública, seguida de uma audiência pública, para que especialistas “das diversas correntes” decidam sobre a vacinação e informe a sociedade sobre o assunto.  De acordo com Queiroga, o objetivo é “oferecer aos pais as informações necessárias para que eles possam tomar as melhores decisões para os seus filhos”.

“Nós estamos com os pais e as mães para apoiá-los na hora de tomada de decisões em relação a essa questão das vacinas”, comentou.

No Supremo Tribunal Federal (STF), a proposta da consulta para vacinação infantil foi contestada. A ministra Cármen Lúcia, na última sexta-feira (31), colocou um prazo de cinco dias para Jair Bolsonaro e Queiroga prestarem informações após ação da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos.

Publicidade

A confederação quer que o STF determine à União que a vacinação desse grupo passe a ser obrigatória, e que a faixa etária seja incluída com urgência no Plano Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde.

Queiroga disse, no dia 31 de dezembro, que a vacinação entre crianças de 5 e 11 anos pode ter início na primeira quinzena de janeiro. Em 16 de dezembro, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou a imunização, mas a medida ficou sob análise do ministério.

Queiroga afirmou que irá anunciar o cronograma de vacinação ainda nesta semana. Porém, o ministro não deu um prazo de quando terá início a imunização.

Publicidade

“A certeza é que todos os pais que tiverem criança de 5 a 11 anos que quiserem vacinar os seus filhos, segundo as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, eles poderão vacinar os seus filhos dentro do nosso programa nacional de operacionalização da vacina contra a Covid”, afirmou o ministro, à época. 

Publicidade