Ministro lança edital para desenvolvimento de foguete de treinamento

O edital prevê recursos não reembolsáveis de subvenção econômica no valor de R$ 8 milhões

ministro-lanca-edital-para-desenvolvimento-de-foguete-de-treinamento
Segundo o ministro, o foguete de treinamento é importante, por exemplo, para preparar a tripulação do Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão (Crédito: Agência Brasil)

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, lançou, nesta terça-feira (15), em São José do Campos, no interior de São Paulo, edital para desenvolvimento de um protótipo de foguete de capacitação e treinamento. O edital prevê recursos não reembolsáveis de subvenção econômica no valor de R$ 8 milhões, oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

Publicidade

“Esse edital é o começo de uma onda para movimentar todo o ecossistema produtivo do setor aeroespacial do Brasil”, disse o ministro, na cerimônia de lançamento do edital.

De acordo com o ministério, a seleção pública tem o objetivo de incentivar soluções para o desenvolvimento do protótipo com qualquer tipo de propulsão (sólida, híbrida ou líquida) e também de capacitar equipes operacionais e pessoal técnico nos centros de lançamento nacionais. Com essa chamada, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, a Agência Espacial Brasileira (AEB) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) pretendem fortalecer o setor espacial brasileiro e viabilizar maior inserção do país no setor espacial mundial.

Segundo o ministro, o foguete de treinamento é importante, por exemplo, para preparar a tripulação do Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão. “Precisamos manter a tripulação do centro preparada, operacionalmente pronta. Então, precisamos dos foguetes para treinar a preparação, o lançamento, o acompanhamento e tudo o mais. Os foguetes são essenciais”, disse Pontes.

O ministro destacou que o projeto será bom também para as empresas produtoras, que vão desenvolver tecnologias para outros tipos de foguetes e foguetes de maior porte.

Publicidade

“Esse edital é uma retomada para que o Brasil possa produzir um protótipo de foguete para ser lançado na base de Alcântara ou no Centro de Lançamento da Barreira do Inferno, com total segurança e confiança”, disse o presidente da Finep, Waldemar Barroso.

Mais informações sobre o edital podem ser obtidas no site da Finep.

(Agência Brasil)

Publicidade